Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Manifestantes vão à Câmara de São Bernardo protestar contra cortes na Cultura

Segundo os manifestantes, nenhuma atividade foi realizada este ano pela Cajuv. Foto: Oscar Jupiraci/Câmara de São BernardoCerca de 30 pessoas estiveram na Câmara de São Bernardo, na manhã de ontem (8), para protestar contra a interrupção das atividades da Coordenadoria de Ações para a Juventude (Cajuv). Segundo os manifestantes, nenhuma atividade foi realizada este ano e as turmas que tinham aulas de cinema, teatro, circo, dança, entre outros, não sabem se as atividades serão retomadas.

O presidente da Casa, Pery Cartola (PSDB), chegou a indicar que a Comissão de Educação, Cultura e Esporte, formada pelos vereadores Eliezer Mendes (PTN); Estevão Camolesi (PPS); Aurélio Bacelar (PTB) e Bispo João Batista (PRB), recebesse os presentes, mas nenhum dos parlamentares compareceu.

Monitora de um dos cursos, Vanessa de Assis reclamou da falta de informação. “Estive na sede da Cajuv (no bairro Jardim do Mar) e ninguém soube nos dizer se ainda vão acontecer as aulas, quando recomeçam, nada”, destacou. Com a ausência dos vereadores, os manifestantes fizeram um jogral, que foi gravado, em que pediram para não ser feitos de bobos, “já que ali haviam muitos palhaços”. “Ficamos esperando por quase uma hora, para não sermos atendidos por ninguém. Na próxima semana vamos voltar e queremos uma posição do governo”, declarou Victor de Almeida Silva, que fazia aulas de circo e teatro nas oficinas.

A bancada do PT atendeu ao grupo, como forma de apoio, mas reiterou que qualquer resposta sobre as atividades deveria partir do governo e dos situacionistas. “Era de grande importância estar aqui a comissão para dialogar com eles. A bancada do PT vai estar à disposição da juventude da cidade, mas, para tocar a reunião, para o governo apresentar uma proposta de políticas públicas, tem de ser junto com a situação”, afirmou a vereadora Ana Nice (PT).

O líder de governo, vereador Ramon Ramos (PDT), afirmou que a administração ainda está avaliando se a Cajuv, que na gestão anterior tinha status de secretaria, será transformada em uma coordenadoria, uma gerência ou uma chefia em outra pasta (cogitou-se, em janeiro, que seria anexada à Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania). Ramos não soube dizer porque a Comissão de Cultura não recebeu os manifestantes.

“Era uma secretaria em que existem muitas ongs (organizações não governamentais) por trás, com jovens, desenvolvendo trabalhos socioculturais, de esportes. Agora estamos fazendo uma reavaliação, até porque não tem nenhum relatório que mostre os trabalhos que vinham sendo desenvolvidos”, justificou o vereador. “O prefeito está avaliando as prioridades, na saúde, na educação, da creche ao fundamental, para que aí depois, num segundo momento, quando a gente souber como vai ser o funcionamento e a montagem, essa estrutura (manifestantes) se organizar para ver junto com prefeito se vai ter ou não vai”, concluiu.

Realocação

Questionada, a Prefeitura de São Bernardo informou, por meio de nota, que “a Coordenadoria de Ações para a Juventude (Cajuv) será realocada para a Secretaria de Esportes, com o objetivo de modernizar seu formato de ações e programas. A modificação foi pensada para dar maior abrangência e eficiência, assim, possibilitará maior inclusão dos jovens do município em toda sua a programação. Identificando a Cajuv com o Esporte, fortalecendo atividades esportivas e inclusão social”.

A prefeitura destaca que a modificação será oficializada no decorrer deste primeiro semestre, junto com a reforma administrativa, que segue em processo de elaboração.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*