Boas Notícias

Mais de 100 mil brasileiros já estão recuperados do covid-19

Mais de 100 mil brasileiros já estão recuperados do covid-19
São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, com 63.066 casos confirmados. Foto: Fernando Zhiminaicel/Pixabay

Nesta segunda-feira (18), o Brasil ultrapassou a marca de 100.459 pessoas recuperadas de covid-19, o que representa 39,5% do total de casos confirmados até o momento: 254.220 pessoas. Outras 136.969 pessoas estão sendo acompanhadas (53,9%) por profissionais que monitoram a evolução da doença. As informações foram atualizadas às 19h e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o Brasil.

Até o momento, o país re­gistra 16.792 óbitos, sendo que 674 foram integrados aos sistemas de informação ofi­ciais do Ministério da Saúde de domingo para segunda-feira, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias. Os casos foram notificados após a conclusão da investigação do motivo das mortes. Desse total, 188 óbitos ocorreram nos últimos três dias e outros 2.277 casos estão em investigação.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (4.823). O estado é seguido pelo (2.852), Ceará (1.748), Pernambuco (1.640) e Amazonas (1.433).

Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (63.066), Rio de Janeiro (26.665), Ceará (26.363), Amazonas (20.913) e Pernambuco (20.094). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Pará (14.734), Mara­nhão (13.238), Bahia (8.581), Espírito Santo (7.157) e Santa Catarina (5.175).

MEDIDAS

Segundo o Ministério da Saúde, desde o dia 26 de feverei­ro, quando o primeiro caso foi confirmado no país, o governo federal adotou uma série de medidas junto a estados e municípios, para garantir a estrutura necessária ao atendimento dos pacientes com a doença, como aquisição e distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), recursos humanos e financeiros, respiradores e insumos. Entre abril e maio, também foram habilitados mais de três mil leitos de UTI voltados exclusivamente para o atendimento de pacientes graves ou gravíssimos do coronavírus.

Atualmente, a doença circula em pouco mais da metade dos municípios brasileiros, mas a maior parte não registra óbito.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*