Editorias, Notícias, Política

Lula se compara a Messi e diz que Doria ‘cumpre papel’ ao atacá-lo

Lula abraça militantes durante visita à Bahia. Foto: Ricardo StuckertUm dia depois de iniciar sua caravana pelo Nordeste, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se comparou ao jogador argentino Lionel Messi e criticou o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), afirmando que o tucano “saiu do nada” para atacá-lo.

“Ele faz tipo um cara de novela. Tem um papel a cumprir. Vou atacar Mascherano (zagueiro do Barcelona) ou Messi (atacante do time)? Tô apanhando que nem cachorro vira-lata e quando esses caras veem uma pesquisa, eu tô na frente”, disse Lula em entrevista à rádio “Metrópole”, da Bahia, onde faz visita com a caravana.

Lula ainda afirmou que Doria “saiu do nada” e que não o conhecia: “Eu queria que governasse São Paulo, só isso. Primeiro vai ter que comprovar que ele pode fazer. Uma coisa é gerir quitanda, outra coisa é gerir uma cidade”, disse.

Na entrevista, Lula ainda afirmou que será candidato à Presidência da República “para ganhar”, e que, mesmo se for impedido pela Justiça de concorrer, terá papel de protagonismo na campanha presidencial.

“Serei cabo eleitoral mais valioso deste país. Serei como o Neymar está para o PSG, eu estarei para as eleições de 2018. Eu estou muito tranquilo e consciente do que precisa ser feito para este país”, afirmou.

O petista citou como possíveis candidatos do PT os governadores petistas Rui Costa (Bahia), Fernando Pimentel (Minas Gerais), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí), além do ex-ministro Jaques Wagner.

Lava Jato

Lula voltou a criticar a Operação Lava Jato e a imprensa e afirmou que o juiz Sérgio Moro o condenou para atender interesses da Rede Globo. “O apartamento do tríplex não é meu, saiu na sentença do próprio Moro que não é meu, mas fui condenado, porque, se eu não fosse condenado, como é que Moro ia se explicar com a Globo? Com o Jornal Nacional?”, afirmou Lula.

Segundo o ex-presidente, o Ministério Público “construiu uma mentira” ao comparar o PT a uma organização criminosa e afirmar que ele seria o chefe desta organização. “Então, tudo o que Lula fez no governo foi para roubar. Essa tese não se sustenta. E qual é a preocupação minha? Eles não tem como sair dessa mentira”, afirmou.

Por fim, o petista voltou a lamentar a decisão da Justiça de suspender a entrega de um título de doutor honoris causa da UFRB (Universidade Federal do Recôncavo Baiano) acatando ação do vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM). “Fico com pena do vereador. Primeiro porque deveria me dar o título, ele sabe que faz parte da elite política perversa. Aquela universidade lá tem o maior percentual de negros. Deveria beijar meu pé.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*