Esportes, Futebol, Paulistão

Luiz Araújo brilha e S.Paulo vence o Santos na Vila

Luiz Araújo comemora um de seus gols na vitória tricolor na Vila Belmiro. Foto: Lucas Baptista/Futura Press/FolhapressO primeiro clássico paulista do ano, aguardado pelo confronto tático entre dois treinadores de escolas europeias, ficou marcado, principalmente, pela efetividade. O São Paulo venceu ontem (15) o Santos por 3 a 1 na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Campeonato Paulista, com um herói improvável aos olhos até dos são-paulinos, mas não para o novo chefe.

O agora técnico Rogério Ceni bancou a permanência do jovem Luiz Araújo diante de uma investida do futebol francês em janeiro e colheu os primeiros benefícios de sua escolha.

Entrando somente no intervalo, Luiz Araújo precisou de duas jogadas individuais, aos 10 e aos 27 minutos do segundo tempo, para definir o clássico e elevar o moral do novo comandante.

Luiz Araújo desequilibrou um jogo que se mostrou igual no primeiro tempo, inclusive no marcador. Copete abriu o placar para o Santos aos dez minutos e Cueva empatou, de pênalti, aos 36.

Primeiro revés

A derrota ainda pôs fim aos 100% de aproveitamento do Santos na temporada – único entre os grandes que ainda desfrutava dessa condição. A equipe do técnico Dorival Júnior é a segunda colocada no Grupo D, atrás do Mirassol (nove pontos contra seis). O São Paulo, por sua vez, alcança os mesmos seis pontos do rival na competição, liderando o Grupo B. (Folhapress)

 

SANTOS 1 X 3 SÃO PAULO

Gols: Copete, aos 10, e Cueva, aos 36 do primeiro tempo. Luiz Araújo, aos 10 e aos 27 minutos do segundo tempo. Árbitro: Vinicius Gonçalves Araujo. Estádio: Vila Belmiro, em Santos, ontem à noite.

SANTOS

Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Leandro Donizete (B.Henrique), Thiago Maia e Lucas Lima (Thiago Ribeiro); Vitor Bueno, Copete e Rodrigão (Kayke). Técnico: Dorival Júnior.

SÃO PAULO

Sidão; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes (Araruna), Cícero; Neilton (Luiz Araújo), Gilberto e Cueva (Bruno). Técnico: Rogério Ceni.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*