Esportes, Futebol

Lista de dispensas do Corinthians tem dez nomes

Destaque em 2016, Rodriguinho recebeu sondagens; Romero está disposto a ouvir propostas

O técnico Oswaldo de Oliveira terminou a temporada com 37 jogadores no elenco profissional do Corinthians e uma certeza: o número precisará ser menor para a volta das férias, em 7 de janeiro. A lista de quem pode deixar o clube – seja por fim de contrato, empréstimo ou transferência – tem ao menos dez nomes.

Além dos 37 atletas que já tem à disposição, o elenco do Corinthians será preenchido por jogadores que retornam de empréstimo e por outros contratados. O volante Maycon, cedido à Ponte Preta, e o lateral esquerdo Moisés, que defendeu o Bahia, vão se integrar ao grupo após as férias.

Entre os contratados, além de Jô – incluído entre os 37 atletas porque treina há mais de um mês – figura Luidy, revelação do CRB-AL contratado recentemente.

A direção planeja mais quatro aquisições – o meia Wagner tem acordo verbal, mas precisa ser liberado de seu clube na China.

No gol, o grupo profissional do Corinthians hoje tem cinco atletas e uma certeza: deverá ser reduzido para 2017. Na avaliação da comissão técnica, trabalhar com tantos goleiros é ruim.

O mais cotado para sair é Cássio, que depende de oportunidades para ser vendido. Em caso de permanência, é possível que Douglas, Matheus Vidotto ou Caíque França sejam emprestados.

Nas laterais, o jovem Guilherme Arana é candidato a ser vendido nesta janela de transferências. Fagner é outro jogador valorizado, mas só deve sair em caso de propostas irrecusáveis. Não devem haver dispensas ou empréstimos. O jovem Guilherme Mantuan retorna às divisões de base.

Entre os zagueiros, o paraguaio Balbuena é candidato a ser negociado em caso de propostas, cenário parecido com o de Yago. Os demais devem ser mantidos. Há o consenso que o clube precisa de um jogador de referência para a posição em 2017.

Entre os volantes, Wil­lians já deixou o clube ao fim de seu contrato. Além disso, dois jogadores podem sair por empréstimo para adquirir experiência: Warian Ameixa, que não tem mais idade para atuar na base, e Jean, contratado recentemente do Paraná Clube.

Entre os meias, o favorito para deixar o clube nesse setor é Rodriguinho, que foi destaque em 2016, convive com sondagens e só tem mais um ano de contrato. Em um primeiro momento, o jovem Rodrigo Figueiredo, 20 anos, deve ser mantido.

Atacantes

O ataque é o setor mais inchado e, curiosamente, o de pior desempenho. Isaac retorna ao Botafogo-SP sem ter jogado, assim como Carlinhos, centroavante que volta à base. Gustavo, ex-Criciúma, deverá ser emprestado. Ángel Romero está na lista de jogadores transferíveis e, ao contrário de outros momentos, está disposto a ouvir propostas. Rildo está em fim de contrato, mas tem boas chances de renovar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*