Brasileirão, Esportes, Futebol

Levir Culpi pode perder sete titulares do Santos no Engenhão

Levir está a um jogo de igualar série invicta de Luxemburgo. Foto: Ivan Storti/Santos FCO Santos pode entrar em campo com sete desfalques para o duelo contra o Botafogo, amanhã (16), às 19h, no Engenhão, válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A dificuldade para escalar o time ameaça uma invencibilidade histórica de Levir Culpi no comando do Santos. O treinador somou 17 jogos invictos com o empate contra o Barcelona por 1 a 1, em Guayaquil, na última quarta-feira.

A invencibilidade deixa Levir Culpi com a segunda melhor série invicta do Santos no século. O treinador só perde para Vanderlei Luxemburgo, atualmente no Sport e que ficou 18 jogos sem perder no comando do time paulista em 2007. Um empate no Rio de Janeiro já faz Levir alcançar o “professor”.

Levir já tem três desfalques certos para o confronto contra os cariocas: Victor Ferraz, Lucas Lima e Lucas Veríssimo, que cumprem suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo.

Mesmo que não estivesse suspenso, Lucas Lima dificilmente estaria em campo, pois deixou o jogo contra o Barcelona com suspeita de lesão muscular. O meio-campista foi substituído aos 19 minutos do segundo tempo por Jean Mota.

Além do trio, Levir Culpi não deve contar com mais quatro jogadores: Gustavo Henrique, Copete, Bruno Henrique e Renato. O primeiro já está vetado por conta de um estiramento no joelho esquerdo. Desta forma, a zaga será formada por David Braz e Luiz Felipe, que jogará no lugar de Lucas Veríssimo.

Copete, por sua vez, sofre de mialgia no músculo da perna esquerda e é dúvida para o duelo contra o Botafogo. O cuidado com o colombiano aumento pois que Bruno Henrique deixou o campo no Equador com suspeita de lesão muscular na coxa. Assim como Lucas Lima, o camisa 27 foi substituído.

Desta forma, o ataque é a maior preocupação de Levir Culpi para o duelo decisivo contra o Barcelona na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro. Contra o Botafogo, o artilheiro do Santos na temporada, com 16 gols, não deve ser relacionado.

Por fim, o volante Renato sentiu o tornozelo esquerdo no primeiro tempo e deixou o campo mancando em Guayaquil. O veterano jogador dificilmente será escalado amanhã.

Reservas são dúvidas

Além dos sete atletas, Levir Culpi ainda não sabe se poderá contar com possíveis substitutos dos titulares na Capital fluminense.

Isso porque Nilmar já desfalcou o time nos dois últimos jogos por causa de conjuntivite, enquanto Vecchio está em fase final de recuperação de uma grave lesão muscular na coxa direita. O argentino não atua desde o dia 26 de julho, quando o Santos goleou o Flamengo por 4 a 2, pela Copa do Brasil.

 

Ricardo Oliveira cobra diretoria por logística ruim em viagem

Após o empate do Santos contra o Barcelona por 1 a 1, na última quarta-feira, em Guayaquil, válido pela rodada de ida das quartas de final da Copa Libertadores, o atacante Ricardo Oliveira cobrou a diretoria pela logística ruim na viagem ao Equador. No total, foram 16 horas de deslocamento.

“Entendo que poderia ter sido bem melhor do que foi (logística). Nos já conversamos a respeito disso com a diretoria e eu posso falar, não em meu nome, mas em nome de todo o grupo. Nós sentimos bastante essa viagem”, disse o atacante. Lucas Lima também culpou a viagem pela lesão que sofreu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*