Esportes, Futebol

Lateral recebe telefonema de Rogério Ceni e espera oportunidade no elenco do São Paulo

Júnior Tavares virou opção na lateral após a saída de Mena. Foto: Erico Leonan/SPFC

Mesmo sem ser tão conhecido do grande público, Júnior Tavares chega ao profissional como uma das apostas do técnico Rogério Ceni. Destaques das categorias de base, o jogador assinou contrato com o São Paulo por três temporadas e tem chance de ser usado na Florida Cup, nos EUA.

Como Mena não renovou seu vínculo com o clube e Carlinhos não faz parte dos planos, o lateral esquerdo, de 20 anos, virou uma das principais opções para a posição. Além do novato, o técnico estuda deslocar o argentino Buffarini para a ala esquerda.

“A pressão na lateral é igual em todo o Brasil, porque o país está carente de laterais. A responsabilidade é grande no São Paulo, mas vou me preparar da melhor forma. Na pré-temporada vamos mostrar serviço nos treinos e o professor vai optar pelo que for melhor”, disse Júnior, que recebeu o telefonema de Ceni para ser convocado para o time principal do São Paulo.

“Ceni conversou comigo por telefone e pessoalmente. Eu o respeito muito pela história que tem. Ele me pediu para manter o comprometimento do sub-20, para vê-lo da mesma forma que o André Jardine (técnico da base) e para manter a tranquilidade. Ainda falou que vai ser a estreia dele e a minha. Fui promovido. Agora se vai me usar ou não é decisão dele”, completou Júnior.

Rogério Ceni não é o primeiro nome famoso no futebol que aposta no talento do lateral. Quando surgiu nas categorias de base do Grêmio, Júnior teve o apoio de Felipão, que o profissionalizou.

“Ele (Felipão) me chamava de filho, falava que era o meu pai. Vou levá-lo para toda a vida. Sempre dava recado e puxava os problemas para ele”, disse o lateral, que perdeu espaço após a chegada de Roger.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*