Mauá, Política-ABC, Sua região

Justiça Eleitoral extingue investigação judicial contra campanha de Jacomussi

Atila: “tentaram forjar provas e criar fatos para me prejudicar”

O juiz eleitoral Glauco Costa Leite determinou a extinção de investigação judicial eleitoral, protocolada pelo Ministério Público Eleitoral, para apurar suposto abuso de poder econômico na campanha do deputado estadual licenciado e candidato a prefeito de Mauá pelo PSB, Atila Jacomussi. A ação iria investigar evento do então pré-candidato a vereador Jefferson Gonçalves Bezerra, o Jefferson Mauaense (PSB), realizado no dia 31 de julho. A distribuição de brindes como alimentos e bicicletas foi apontada como abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágios.

O MPE também apontava a realização de campanha eleitoral antecipada, uma vez que, segundo denúncia anônima, havia cavaletes com as imagens dos candidatos no local do evento, realizado na rua Rosa Gabionneta, Jardim Alto da Boa Vista, e na Avenida Guerino Stella, no Jardim Zaíra. A defesa do deputado estadual alegou que o evento foi realizado em 2015.

O juiz afirmou que não há elementos aptos a identificar com segurança o ano da realização do evento, o número de pessoas envolvidas e testemunhas. “Ante o exposto, julgo extinta sem apreciação de mérito a presente Ação de Investigação Judicial Eleitoral, nos termos do artigo 22 da LC 64/90, na medida em que inviável o processamento de investigação como sucedâneo de propaganda irregular.”

Atila comemorou a extinção do processo. “A decisão deixa claro o desespero. Tentaram forjar provas, modificar o evento e criar fatos para me prejudicar. Sempre confiei na Justiça e sabia que não teríamos problema com isso”, disse. A investigação poderia ter, como resultado final, a cassação da candidatura.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*