Editorias, Notícias, Política

Jungmann diz que PF abriu quatro inquéritos para investigar ameaças contra Rosa Weber

Jungmann diz que PF abriu quatro inquéritos para investigar ameaças contra Rosa Weber
Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann: “Não se esqueçam, não há impunidade, não há anonimato”. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou nesta quarta-feira (24) que já há quatro inquéritos para investigar ameaças contra Rosa Weber, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
“Não existe anonimato na internet”, afirmou, após evento no STF (Supremo Tribunal Federal).

Segundo Jungmann, desde o início do processo eleitoral, 2007 inquéritos policiais foram abertos relativos especificamente ao processo eleitoral. Além disso, presas 435 pessoas, disse.

O ministro não soube dizer quantos eram relativos a mensagens de Whatsapp. “Todos estão identificados, é o que eu posso dizer. E quero lembrar uma vez mais, não existe anonimato na rede. As pessoas, quando estão na rede e resolvem fazer algum tipo de delito, fazer fake news, atacar a honra das pessoas, quero lembrar a elas mais uma vez: não há anonimato, vamos chegar a você, e as penas são muito severas”, afirmou.

“Não se esqueçam, não há impunidade, não há anonimato, a Polícia Federal chegará no Brasil e fora do Brasil a quem cometer crimes na internet, e o preço a pagar é caríssimo, não tem a menor sombra de duvida que essas pessoas serão devidamente indiciadas e os inquéritos remetidos à Justiça Eleitoral ou à Justiça comum, e vão pagar. Dentro do meio digital, tem rastreabilidade”, acrescentou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*