Brasileirão, Esportes, Futebol

Jucilei confirma ‘bronca’ de Ceni, mas sai em defesa do treinador

Juclei: "Desentendimento que houve no vestiário fica no vestiário". Foto: Rubens Chiri/SPFCAs três eliminações consecutivas e a derrota na abertura do Campeonato Brasileiro ainda repercutem no São Paulo. Histórias de brigas no vestiário e de um mal estar no elenco começam a surgir. Porém, uma das principais contratações do clube nesta temporada, o volante Jucilei negou que o clima seja ruim entre os jogadores e fez questão de defender o trabalho do treinador Rogério Ceni.

“Quando resultado não vem, o treinador é apontado como culpado. A cobrança dele é mais da diretoria e de torcedores. Desentendimento, querendo acertar, haverá sempre no vestiário, ainda mais quando resultado é negativo, como vem acontecendo. Desentendimento que houve no vestiário fica no vestiário”, disse Jucilei.

Segundo a “ESPN Brasil”, o treinador, em um momento de fúria, teria jogado uma prancheta e atingido Cícero. Jucilei negou a história. Porém, confirmou a bronca de Ceni após o primeiro tempo do jogo entre São Paulo e Corinthians, no Morumbi.

“Se você jogar uma prancheta no chão, ela não quica. Não é uma bola de tênis. Cícero e Rogério são amigos. Foram campeões juntos. Conversaram, se entenderam e o grupo está focado. Todos estão em um só pensamento de fazer o time voltar a fazer gols. Rogério chegou chateado e dando esporro na gente, porque era um jogo bem abaixo no Morumbi. Brigou mesmo, não houve nada de prancheta”, completou o volante.

“Rogério é um ídolo do clube. Pressão tem sempre. Quando não há resultado procuram culpados. Vejo um bom trabalho e acredito no trabalho dele. Está faltando sorte. O time sabe o que precisa fazer para reverter essa situação”.

Ontem (16), no CT da Barra Funda, o treinador comandou a equipe em um jogo-treino contra a equipe da base.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*