Editorias, Notícias, São Paulo

José Luiz Penna é empossado secretário estadual de Cultura

França destacou a trajetória de Penna na Cultura. Foto: Renata Beltrão/DivulgaçãoO presidente nacional do PV, José Luiz Penna, foi empossado secretário estadual de Cultura e Romildo Campello, secretário-adjunto, na noite da última quinta-feira (6). A cerimônia de transmissão de cargo foi realizada na sede da secretaria, no Complexo Cultural Julio Prestes, e contou com a presença de pessoas ligadas ao cenário cultural e político brasileiro, como o prefeito e a secretária de Habitação de Diadema, Lauro Michels e Regina Gonçalves, ambos do PV; o ministro da Cultura, Roberto Freire; o secretário de Cultura da Capital, André Sturm; e o presidente da Fundação Padre Anchieta, Marcos Mendonça.

A cerimônia foi comandada pelo governador em exercício, Marcio França (PSB). “Estou na Cultura para falar com todos. Isso é um equipamento para dialogar com quem faz cultura e arte. Temos a disposição de fazer girar a roda no caminho da construção de um país melhor”, declarou Penna durante a cerimônia. “Há muitos anos reivindicamos uma cultura mais próxima da população. Isso tem a cara do Penna e de sua atuação, sempre vinculada a movimentos sociais e culturais. O governo ganha muito com Penna no secretariado”, discursou França.

“Não são os limites geográficos que nos identificam, é justamente a cultura. É ela que faz que nós sejamos irmãos e parceiros. Penna chega à pasta com um grande desafio e, com sua história de vida, vai fazer a cultura de forma mais inteligente e criativa”, afirmou Marcos Mendonça.

Penna atuou em montagens teatrais. Compôs com diversos parceiros, entre eles Belchior, com quem assinou a mais conhecida de duas composições, Comentários a Respeito de John. Assinou a trilha sonora dos filmes Sargento Getúlio (1983) e A Fronteira das Almas (1987). Foi assistente de direção em Louco por Cinema (1994), de André Luiz Oliveira, e Mário (2000), de Hermano Penna.

Paralelamente à carreira artística, Penna impulsionou projetos socioculturais: o Centro Cultural de Vila Madalena e o Parque Villa-Lobos. Pelo PV foi vereador (2009-2010) e deputado federal (2011-2014 e 2015). Na Câmara dos Deputados presidiu a Comissão de Meio Ambiente.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*