Editorias, Notícias, Veículos

Jeep anuncia 3º modelo da marca feito no Brasil e nova versão do Renegade

Jeep anuncia 3º modelo da marca feito no Brasil e nova versão do Renegade
Versão Moab do Renegade homenageia deserto visitado pelo aficionados da Jeep para testar seus carros. Foto: Divulgação

DANIEL DIAS
AutoMotrix

O Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE), completou cinco anos comemorando o sucesso dos dois modelos made in Brazil da marca norte-americana, Re­negade e Compass, com quase 600 mil unidades produzidas até setembro. Para marcar a oca­sião, a marca anunciou nova versão do Re­negade (Moab) e a chegada do terceiro modelo a ser feito em Pernambuco.

O novo SUV será posicionado no segmento “D” (de tamanho grande) e será lançado no segundo semestre de 2021, quando a Jeep comemorará seus 80 anos. Ainda sem nome definido, o no­vo modelo não será chamado de Grand Compass, como a maioria da legião de fãs da Jeep previa.

Mesmo sem revelar o nome do futuro “irmão” de Renegade e Compass – além da picape Fiat Toro, também fabricada em Goiana –, a Jeep confirma que será um utilitário esportivo para até sete pessoas, será concebido 100% no Brasil, utilizará apenas motores turbocomprimidos e te­rá versões hí­bridas em um segundo momento, com a utilização dos motores bicombustí­veis feitos em uma nova fábrica da FCA em Minas Gerais.

“Nosso SUV de sete lugares chegará com espaço interno para toda a família e vai completar a gama Jeep, que já conta por aqui com os nacionais Rene­gade e Com­pass e os importados Wrangler e Grand Cherokee. Não temos dúvida de que será mais um sucesso. Vamos estender nos­sa liderança para o segmento D dos SUVs. Esse lançamento mar­ca ain­da um dos passos para a renovação de nossa gama no Brasil”, disse Ale­xandre Aquino, gerente-sênior da Jeep para a América Latina.

A configuração Moab vem para aumentar o “poder de fo­go” do Renegade no mercado brasileiro. Líder de vendas no segmento até antes do início do iso­lamento imposto pela covid-19, o Renegade ocupa atualmente o segundo lugar no acumulado do ano, com 36.403 unidades emplacadas, atrás do Volkswagen T-Cross (41.989). Em setembro, o Renegade teve 5.748 exemplares vendidos, ficando no décimo lu­gar no ranking geral dos carros fabricados no Brasil, liderado pe­la Fiat Strada, do grupo FCA.

Em homenagem ao Deserto de Moab, no Estado de Utah, o lugar preferido dos aficionados pela Jeep para experimentar seus carros nos EUA, a nova configuração do Renegade já desembarcou nas concessionárias brasileiras, com preço de R$ 139.690. Porém, a marca oferece o desconto de R$ 7 mil para os primeiros compradores, que poderão adquiri-la por R$ 132.690 durante “prazo bem curto”, segundo a empresa.

A Moab é a nova versão a diesel de entrada da linha Renegade. É equipada com o propulsor 2.0 turbo com 170 cv de potência a 3.750 rpm e torque de 35,7 kgfm a 1.700 rpm, associado ao câmbio automático de nove marchas e à tração integral com reduzida.

A nova configuração do Re­negade estará posicionada entre a Limited flex e a Longitude turbodiesel e promete “duelar” contra SUVs compactos em suas versões top de linha, como o VW T-Cross Highline e o GM Tracker Premier 1.2 turbo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*