Esportes, Paulistão

Jair Ventura vê Corinthians em vantagem para o clássico

Não foi apenas a derrota para o Real Garcilaso, na estreia na Copa Libertadores, que fez o técnico do Santos, Jair Ventura, lamentar.

O comandante também ressaltou o pouco tempo de recuperação que seu elenco terá para o clássico contra o Corinthians, amanhã (4), no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista.

Por causa disso, Jair já vê o Corinthians em vantagem, pois o rival terá um dia a mais para se recuperar da altitude na Colômbia. O time de Fábio Carille atuou na quarta-feira e empatou com o Millonarios, em Bogotá, por 0 a 0, também pela Libertadores.

Jair ainda fez questão de dizer que o Santos enfrentou altitude maior que os corintianos na rodada: 3.400 metro de Cusco, contra 2.600 metros de Bogotá.

“Foi uma viagem cansativa. Se nós, que não jogamos, sentimos, imagina nossos atletas… Agora é descansar, pois completamos nosso dé­cimo jogo no ano. Sabemos da força do Corinthians. Nossos adversário tiveram um dia a mais de descanso e nossa altitude foi maior, mas temos de superar isso tudo para voltar à sequência de boa de vitórias que temos dentro do Paulista”, afirmou.

No Paulista, o Santos vem de três vitórias consecutivas. A equipe ganhou de São Paulo, São Caetano e Santo André nas últimas rodadas em retrospecto que a fez disparar na liderança do Grupo D.

Segundo melhor

Na classificação geral, o Santos soma 17 pontos e tem a segunda melhor campanha do Estadual, três pontos atrás do Palmeiras. O Corinthians é o terceiro melhor do torneio, com 16 pontos.

Pela Libertadores, o alvinegro praiano volta a campo no próximo dia 15 diante do Nacional-URU, também na Capital paulista. Com a derrota para o Real Garcilaso e o empate entre Nacional e Estudiantes, o Peixe é o lanterna do Grupo 6 da Libertadores.

 

Emerson Sheik se dispõe a jogar como 9 no Corinthians: ‘Fiz grandes jogos nessa posição’

Ciente da maior carência do elenco corintiano, Emerson Sheik, 39 anos, colocou-se à disposição do técnico Fábio Carille para jogar como um camisa 9, fazendo a referência no ataque. O veterano lembra que já desempenhou essa função em outros times e que pode ajudar assim.

“Na minha última temporada eu joguei mais centralizado e fiz grandes jogos na Ponte Preta nessa posição”, disse o jogador – que, em suas duas passagens pelo Corinthians, soma 26 gols em 161 jogos.

“Como se trata de Corinthians, onde te colocarem você joga, por causa da concorrência. Aqui há atletas de muita qualidade. Jogar todo mundo quer, mas estou aqui para poder dar minha parcela de ajuda”, acrescentou.

Sheik entrou muito bem no último jogo do Corinthians, contra o Millonarios, na estreia do time na Copa Libertadores (empate por 0 a 0 em Bogotá), e mostrou que sua ajuda pode vir justamente em partidas de peso, como o clássico de amanhã (4), contra o Santos, no Pacaembu.

“Tive êxito em muitos clássicos na minha carreira”, disse o autor de quatro gols em clássicos disputados pelo Corinthians.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*