Política-ABC, Santo André, Sua região

Impermeabilização da Câmara vai ficar 24% mais cara

Castro: “Terei de pedir uma sindicância, a fim de averiguar qual empresa é responsável”. Foto: Eberly Laurindo

Diante do atraso nas obras de impermeabilização, previstas para serem concluídas na última segunda-feira (19), a Câmara de Santo André vai prorrogar para novembro o contrato firmado com a empresa Ponto Forte Construções e Empreendimentos, responsável pelas intervenções no prédio do Legislativo. A medida deverá gerar acréscimo de 24% no valor do contrato, que passará de R$ 577,4 mil pa­ra cerca de R$ 715 mil.

De acordo com o presidente da Câmara, Ronaldo de Castro (PRB), a revisão do ajustamento é necessária por conta dos recorrentes problemas de infiltração na estrutura da Casa. No último domingo (18), o prédio do Legislativo sofreu o segundo alagamento interno em menos de duas semanas devido às fortes chuvas.

“Fizemos um cronograma que previa o término ontem (segunda), mas constatamos que havia um ‘gato’ com duas lajes sobrepostas. Terei, inclusive, de pedir uma sindicância de responsabilidade, a fim de averiguar qual empresa é responsável por isso”, informou o presidente.

Segundo Castro, a superintendência da Câmara também está fazendo estudos para possíveis deslocamentos de funcionários cujos setores foram prejudicados pelos vazamentos de água. Diversos gabinetes de vereadores também foram afetados.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*