Economia, Notícias

IBGE coloca em dúvida dados de abril sobre desemprego

O Instituto Brasileiro de Ge­ografia e Estatística (IBGE) ainda não assegura a divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua – que informa a taxa de desemprego no país – referente a abril. O órgão começou nesta quarta-feira (4) a coleta por telefone da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid), que tem como objetivo colher dados sobre saúde e mercado de tra­balho durante a pandemia.

Ambos os levantamentos ain­­da dependem do sucesso da coleta feita por meio de entrevis­tas por telefone.

Os dados passarão pela Coordenação de Controle de Quali­dade do IBGE antes da publicação. A coleta da Pnad Contínua de abril está 50% concluída, mas algumas unidades enfrentam dificuldades relativas aos nú­meros de telefones necessários.

“Não temos garantia de que vamos conseguir divulgá-la”, dis­se Cimar Azeredo, diretor adjunto de Pesquisas do IBGE. “A gente não tem 100% de clareza de que vamos poder divulgar também a Pnad Covid. Precisa ter boa coleta. Estamos otimistas.”

A coordenadora de Trabalho e Rendimento do IBGE, Maria Lucia Vieira, disse que, a exemplo do que ocorreu com a Pnad Contínua de março, os próximos dados coletados passarão por todos os testes de qualidade necessários para que seja possível avaliar se o IBGE conseguirá divulgar ou não a taxa de desemprego nacional para abril.

“A gente vai avaliar se os dados são significativos, se a gente consegue falar ou não com todo o Brasil”, afirmou Maria Lucia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*