Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Hospital de Urgência de São Bernardo tem 63% das obras concluídas

Hospital de Urgência tem  63% das obras concluídas
Um quarto de enfermaria foi montado para apresentar a estrutura do complexo. Foto: Omar Matsumoto/PMSBC

Com ritmo acelerado, as obras do futuro Hospital de Urgência (HU) de São Bernardo, na região do Centro, foram apresentadas pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), nesta sexta-feira (5). Um quarto de enfermaria, no quinto andar do hospital (em um formato de showroom) foi montado, a fim de apresentar a estrutura do complexo, cuja previsão de entrega é para o primeiro trimestre de 2020.

Com cama, armários, iluminação apropriada, ba­nheiro, ventilação e equipamentos, o quarto ilustrou o padrão a ser seguido nos 38 cômodos do hospital. O projeto registra 63% das etapas já executadas.

O novo hospital vai substituir o Pronto Socorro Central.
Acompanhado do secretário de Saúde, Geraldo Reple, e do coordenador Geral da Unidade de Gestão e Projeto (UGP), Luiz Beber, o chefe do Executivo vistoriou todos os andares da construção e apresentou o formato da obra.

“Estamos comprovando que o trabalho está sendo executado com toda seriedade. Neste hospital teremos 38 quatros como este. Alguns com quatro leitos e outros com dois. Além disso, teremos sala de enfermeira e todo estrutura necessária para receber os pacientes. Atualmente, o HPSC tem 107 leitos disponíveis. Porém, quando o HU estiver pronto, serão 250, ou seja, o dobro da capacidade”, explicou Morando.

Geraldo Reple enfatizou que, além de um pronto atendimento especializado, o HU também está apto a realizar procedimentos cirúrgicos. “Neste hospital teremos um centro especializado em cirur­gias. Com isso, iremos desafo­gar parte dos procedimentos que são realizados no Hospital de Clínicas e ampliar os atendimentos. Aqui serão rea­lizadas cirurgias de baixa complexidade ou procedimentos de urgência”, pontuou.

 INVESTIMENTOS

Atualmente, 400 funcio­nários trabalham diretamente na obra e outros 1.000 de forma indireta. Quando a unidade estiver em funcionamento, cerca de 1.500 colaboradores vão atuar no prédio. O investimento total é R$ 107,9 mi­lhões.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*