Últimas Notícias

Hospitais cancelam serviços pelo país, e até Einstein é afetado

Hospitais, clínicas, farmácias e transporte de pacientes foram prejudicados em diversas regiões do país, com desabastecimento de alimentos, remédios, gases medicinais e outros insumos de saúde.

No estado de São Paulo, a Santa Casa de São Carlos e o Hospital Samaritano de Sorocaba cancelaram as cirurgias. O Distrito Federal cancelou exames, consultas e cirurgias até segunda (28), para cuidar só de urgência e emergência.

Em Santa Catarina, a pasta da Saúde suspendeu cirurgias eletivas nos 13 hospitais do estado. O mesmo ocorre em João Pessoa, São José dos Pinhais (PR) e Juiz de Fora (MG).

O Hospital Albert Einstein (SP) iniciou uma “gestão de crise”. Segundo o presidente Sidney Klajner, já acabaram alguns alimentos perecíveis.

“O enxoval [roupas, lençóis e toalhas, sob responsabilidade de uma terceirizada] também está em risco próximo.” O estoque de gases medicinais, como oxigênio e óxido nitroso, termina na terça (29).

Outro setor com problemas eram as clínicas e hospitais que atendem doentes renais e agudos, que precisam fazer hemodiálise. O Brasil possui 120 mil pacientes renais, que fazem tratamento semanal.

Algumas clínicas de diálise que atendem pacientes do SUS e privados já não terão material a partir deste sábado (26). No Rio, unidades já estavam sem insumos nesta sexta.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*