Esportes, Outros Esportes

Hamilton pede reembolso ao público e critica organização: ‘O dinheiro manda’

Hamilton pede reembolso ao público e critica organização: 'O dinheiro manda'
Para Hamilton, procedimento se baseou apenas em questões financeiras, sem levar em consideração o impacto na competição. Foto: Reprodução/F1

Terceiro colocado do atípico GP da Bélgica deste domingo (29), Lewis Hamilton saiu da pista com um misto de sentimentos. Em entrevista após a corrida que durou apenas quatro voltas, por causa da forte chuva que caía em Spa-Francorchamps, o britânico expressou frustração pelas condições climáticas, empatia com as pessoas que estavam nas arquibancadas e irritação com as decisões tomadas.

A prova durou apenas quatro voltas, com o safety car na pista, e o público presente no circuito de Spa-Francorchamps teve que aguardar por mais de três horas e meia para ver tão pouco acontecer. Por isso, Hamilton fez questão de pedir desculpas a todos, além de ter falado que espera um reembolso por parte da organização da F-1.

“Quero pedir desculpa aos fãs”, afirmou o piloto da Mercedes. “Isso não é culpa de ninguém. Eles seguiram com a gente, esperando por uma possível corrida. Fomos para a pista sabendo que não estava melhor. Foram duas voltas atrás do safety car, que é o mínimo para ter a corrida. Espero que os fãs recebam o dinheiro de volta”, completou.

Na avaliação de Hamilton, o procedimento adotado diante do cenário conturbado se baseou apenas em questões financeiras, sem levar em consideração o impacto na competição. “O dinheiro manda. Fazer uma corrida de duas voltas é uma decisão guiada pelo dinheiro”, criticou o piloto. “É uma pena que não dê para correr amanhã (segunda). Eu amo essa pista, e é uma pena. A categoria fez uma escolha ruim.”

Após as declarações, o britânico usou as redes sociais para reforçar o quanto estava indignado. “O que aconteceu hoje (domingo) foi uma farsa. É claro que não dá para fazer nada a respeito do clima, mas temos equipamentos sofisticados para nos dizer o que está acontecendo, e estava claro que o clima não melhoraria”, disparou.

Com tudo o que aconteceu, a Fórmula 1 decidiu distribuiu a pontuação pela metade. Agora, Hamilton soma 202,5 pontos, ainda na liderança, mas seguido de perto por Max Verstappen, vencedor da corrida na Bélgica e dono de 199,5 pontos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*