Esportes, Outros Esportes

Hamilton faz história, anota volta mais rápida da F-1 e é pole em Monza

Hamilton faz história, anota volta mais rápida da F-1 e é pole em Monza
Hamilton conquistou sua 94ª pole position na Fórmula 1, a sétima em Monza. Foto: Reprodução/F1.com

Lewis Hamilton faz história a cada treino e corrida na Fórmula 1. Neste sábado (5), o hexacampeão conquistou a pole para o GP da Itália com a volta mais rápida de todos os tempos na categoria. O piloto inglês marcou 1min18s887, quebrou o recorde do circuito de Monza, que pertencia a Kimi Raikkonen, obtido em 2018, e estabeleceu a maior média já registrada numa pista, com 264,362 km/h.

No final da sessão classificatória, Hamilton superou o companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, por apenas 0s069 e conquistou sua 94ª pole position na Fórmula 1, a sétima em Monza. Se triunfar neste domingo, o inglês, que lidera o campeonato, ficará a apenas uma vitória de igualar o recorde de Michael Schumacher, maior vencedor com 91 triunfos.

Outro destaque da sessão foi Carlos Sainz Jr., que conduziu a McLaren ao terceiro lugar no grid. O espanhol foi 0s808 mais lento que Hamilton. Nas atividades anteriores, já dava indício de que brigaria na parte de cima e vai largar entre os três primeiros pela segunda vez na temporada – a outra foi no GP da Estíria. É o melhor resultado da McLaren em Monza desde 2012.

O quarto colocado foi o mexicano Sergio Pérez, da Racing Point. Único piloto que tem conseguido competir com os carros da Mercedes em alguns momentos, o holandês Max Verstappen, da Red Bull, não teve a melhor de suas classificações e vai largar em quinto. A McLaren colocou seu outro piloto, o jovem inglês Lando Norris, em sexto.

O australiano Daniel Ricciardo, da Renault, fez o sétimo melhor tempo, à frente do canadense Lance Stroll, da Racing Point. O tailandês Alexander Albon, da Red Bull e o francês Pierre Gasly, da AlphaTauri, completaram o top 10.

Em meio a uma crise que parece não terminar, a Ferrari amargou seu pior grid em Monza, sua casa, desde 1984. O monegasco Charles Leclerc vai largar só no 13º lugar, enquanto o alemão Sebastian Vettel, que foi eliminado ainda no Q1, vai partir do 17º posto.

O treino de classificação foi marcado por confusão, com vários carros agrupados, principalmente no Q1. Esteban Ocon chegou a bloquear a passagem de Kimi Raikkonen nos minutos finais e teve de se reportar aos comissários de prova. A definição do grid foi bagunçada.

A largada para o GP da Itália, a oitava etapa da temporada 2020 da Fórmula 1, está prevista para as 10h10 deste domingo.

Confira o grid de largada do GP da Itália:

1º) Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) – 1min18s887

2º) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) – 1min18s956

3º) Carlos Sainz (ESP/McLaren) – 1min19s695

4º) Sergio Perez (MEX/Racing Point) – 1min19s720

5º) Max Verstappen (HOL/Red Bull) – 1min19s795

6º) Lando Norris (GBR/McLaren) – 1min19s820

7º) Daniel Ricciardo (AUS/Renault) – 1min19s864

8º) Lance Stroll (CAN/Racing Point) – 1min20s049

9º) Alexander Albon (TAI/Red Bull)- 1min20s090

10º) Pierre Gasly (FRA/Alphatauri) – 1min20s177

11º) Daniil Kvyat (RUS/Alphatauri) – 1min20s169

12º) Esteban Ocon (FRA/Renault) – 1min20s234

13º) Charles Leclerc (MON/Ferrari – 1min20s273

14°) Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) – 1min20s926

15º) Kevin Magnussen (DIN/Haas) – 1min21s573

16º) Romain Grosjean (FRA/Haas – 1min21s139

17º) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) – 1min21s151

18º) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) – 1min21s206

19º) George Russell (GBR/Williams) – 1min21s587

20º) Nicholas Latifi (CAN/Williams) – 1min21s717

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*