Últimas Notícias

Haddad chama Bolsonaro de frouxo

Antes de subir ao palanque montado no Largo da Batata, o presidenciável do PT, Fernando Haddad, comentou a pesquisa Ibope, segundo a qual ele cresceu entre os evangélicos. O petista afirmou que o eleitor evangélico perdeu a confiança em Jair Bolsonaro (PSL) porque o capitão reformado mente e se recusa a participar de debates.

“O evangélico se sentiu traído. Ele não vai a debate porque é frouxo. Não tem hombridade para discutir comigo o destino do país”, desafiou. “Quando meu adversário começou a mentir, o evangélico se sentiu traído”.

Já no palanque, Haddad defendeu os movimentos sociais. Dirigindo-se ao líder do MTST, Haddad lembrou que Bolsonaro disse que classificará o movimento como terrorista, ameaçando Boulos de morte.

“Domingo esse pesadelo acaba porque você vai continuar defendendo o pobre sem moradia nas ruas”, pontuou.

Haddad afirmou também que os militantes serão protegidos em seu governo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*