Copa do Brasil, Esportes

Guerra fala em fracasso e pede calma à torcida

Guerra: “somos seres humanos, que têm família”. Foto: Cesar Grecco/Agência PalmeirasAlejandro Guerra usou a palavra ‘vergonha’ para descrever a situação do Palmeiras na atual temporada. Eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, o time está 14 pontos atrás do líder do Brasileiro e agora tem como objetivo principal uma vaga na Libertadores.

O venezuelano afirmou, em entrevista coletiva realizada ontem (16), que sabe que todo o esforço feito em 2017 tinha como objetivo o título de melhor da América do Sul, mas pediu calma para o torcedor porque todos eles estão sujeitos a errar.

“Os jogadores, o corpo técnico e a torcida… Todos queriam ganhar tudo. Fomos eliminados e isso é uma vergonha, uma tristeza, uma pena. A gente sabe que o esforço de todos, da diretoria, foi de manter jogadores e trazer os melhores, mas não deu certo”, explicou o atleta, para depois mostrar preocupação com o estilo dos protestos.

“É um fracasso estar eliminado, mas pedimos tranquilidade para os torcedores porque somos seres humanos, que têm família. Então precisa ter calma, porque pega mal ter violência. Os jogadores sempre querem ganhar, mas temos família e eles também são afetados quando estamos mal”, completou.
Guerra ainda afirmou que Cuca já tem preparado o elenco para os protestos que podem acontecer no domingo (20), no jogo contra a Chapecoense, pela 21ª rodada do Brasileirão. Segundo o meia, os jogadores já sabem que nem ouviram seus nomes gritados.

“O Cuca já falou que a torcida não vai ficar gritando ‘Guerra, Guerra, Guerra’. Não vão gritar nosso nome porque estão tristes e temos de estar preparados para isso. Os jogadores que estão aqui têm muito peso e a gente não pode cair por causa do protesto. Dói para todos estarmos eliminados”, completou Guerra.
O provável time para este domingo terá: Prass; Mayke, Dracena, Luan e Michel Bastos; Thiago Santos, Moisés e Guerra; Guedes, Deyverson e Willian.

Treinos

Uma das grandes reclamações de Cuca foi não ter tido tempo suficiente para implementar seu estilo desde seu retorno, em maio. Agora, contudo, o Palmeiras terá entre um pega e outro a semana livre. O clube só jogará durante a semana no dia 27 (ou 28) de setembro contra o Santos. A CBF não desmembrou a tabela.

A expectativa do torcedor é que Cuca consiga, enfim, definir um padrão de jogo para a sua equipe. Além disso, poderá trabalhar jogadas ensaiadas de falta e lateral, lances que surtiram tanto efeito no Brasileirão 2016.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*