Esportes, Futebol

Grupo do Água Santa fica sem o Flamengo, que desiste de jogar a Copinha

O Flamengo não vai participar da próxima edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ontem (30), a direção do clube carioca divulgou comunicado para formalizar a desistência do torneio após ter recusa­do pela Federação Paulista de Futebol (FPF) o pedi­do para modificar a lista de ins­critos na competição de base.

Inicialmente, o Flamengo iria disputar o Grupo 25 da Copa São Paulo, o mesmo do Água Santa, com sede no Inamar, em Diadema. A estreia contra o Vitória da Conquista-BA estava agendada para o próximo sábado – os demais adversários na primeira fase seriam o Netuno e o Trem-AP.

A direção do Flamengo havia solicitado a alteração de sua lista de inscritos porque pretende utilizar a base do seu elenco sub-20 nas rodadas iniciais da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, por causa da participação do elenco principal no Mundial de Clubes, encerrado ape­nas em 21 de dezembro.

Com o fim tardio da temporada do grupo profissional, que estará em férias até o final de janeiro, o Flamengo gostaria de contar com seus principais jogadores dos juniores na Taça Guanabara, deixando a Copa São Paulo em segundo plano. Porém, como a FPF não aceitou a mudança solicitada, a direção do clube rubro-negro optou por desistir da disputa do torneio de juniores.

“A decisão se deve ao his­tórico desempenho do time profissional na temporada de 2019, que fez com que o calendário de jogos se estendesse até o final de dezembro, com a participação no Mundial de Clubes. Isso vai fazer com que as férias dos jogadores profissionais se encerrem apenas no final de janeiro. Sendo assim, o Flamengo contará com grande parte do elenco da categoria sub-20, antes inscrito na Copa São Paulo, para os primeiros jogos da Taça Guanabara, cujo início se dará em meados de janeiro. Além desse fato, seis jogadores inscritos na Copinha sofreram lesões que os impedirão de jogar o torneio”, dis­se o Flamengo em nota oficial.

A FPF alega que, apesar da necessidade de dar férias ao elenco profissional por causa da participação no Mundial, o Flamengo conquistou a Liber­tadores em 23 de novembro, dois dias antes do encerramento do prazo para inscrições na Copinha. Assim, no entender da FPF, havia tempo hábil pa­ra alterar a lista de inscritos.

“Sabendo disto e com a ressalva de que não era possível saber, no prazo-limite regulamentar das inscrições, que o clube seria campeão da Copa Libertadores, o Flamengo ain­da tentou a inclusão de novos atletas na lista que havia sido anteriormente enviada à FPF. Infelizmente, o pedido foi negado pela organização. Dessa forma, o clube decidiu não participar da competição, agradecendo ao convite recebido para a disputa”, acrescentou o clube.

Até o fechamento desta edi­ção, a FPF ain­da não havia se manifestado sobre a decisão do Flamengo ou a possibilidade de substituí-lo da Copinha. O regulamento do torneio prevê aplicação de multa e a proibição de participar das próximas cinco edi­ções da competição.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*