Economia, Notícias

Greve dos caminhoneiros derruba vendas de veículos

A greve dos caminhoneiros derrubou as vendas de veículos em maio, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No mês passado foram emplacados 201.880 carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, volume 7,1% inferior ao apurado em maio. Contra o mesmo mês do ano passado, porém, houve alta de 3,24%.

No acumulado do ano hou­ve alta nas vendas de 17%, para 964,7 mil unidades.

Greve dos caminhoneiros derruba vendas de veículos

Segundo o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, maio acompanhava a tendência positiva dos últimos meses até o impacto causado pela greve. “Apuramos que, a partir do dia 25 de maio, o número de veículos emplacados começou a cair. Esse cenário ocorreu, entre outras razões, pela dificuldade de abastecimento de combustível, que fez com que os veículos, prontos para entrega, não fossem conduzidos aos pátios dos Detrans para emplacamento”, disse.

Assumpção explicou que, como o tempo entre a venda do veículo e seu emplacamento é de até sete dias, essa queda nas vendas ainda não pôde ser totalmente apurada. Assim, os reflexos da greve devem se estender para os resultados do de junho. “Com a greve de caminhoneiros e cegonheiros, os veículos não estavam sendo transportados até as concessionárias e muitos não foram fabricados, dada à falta de componentes. Isso sem mencionar o desabastecimento de peças e a perda de serviços que seriam realizados nas oficinas de nossas redes”, afirmou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*