Economia, Notícias

Greve de caminhoneiros leva governo a discutir política de reajuste de combustíveis

Greve de caminhoneiros leva governo a discutir política de reajuste de combustíveis
Preços têm acompanhado as oscilações do petróleo no mercado internacional. Foto: Arquivo/ABr

Em meio à escalada do petróleo no mercado internacional e à paralisação de caminhoneiros que bloqueia rodovias em ao menos 18 estados, representantes do governo e da Petrobras vão se reunir, hoje (22), com o objetivo de discutir os preços dos combustíveis no país.

O encontro ocorre às 9h no Ministério da Fazenda e terá a presença do chefe da pasta, Eduardo Guardia; do ministro de Minas e Energia, Moreira Franco; e do presidente da Petrobras, Pedro Parente.

O primeiro encontro para tratar do tema foi realizado na noite de ontem. Convocados pelo presidente Michel Temer em caráter de urgência, os ministros Moreira Franco, Guardia, Eliseu Padilha (Casa Civil), Esteves Colnago (Planejamento) e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, reuniram-se no Palácio do Planalto.

“Ao convocar a reunião, o presidente mostrou-se preocupado com o aumento constante dos combustíveis e gostaria de ver isso resolvido de forma mais palatável para os cidadãos, os caminhoneiros e os usuários do sistema de abastecimento de combustíveis”, afirmou Padilha.

O ministro não quis comentar a possibilidade de alteração na cobrança de impostos, como sugeriu Moreira Franco na sexta-feira.
Em teleconferência com a imprensa estrangeira, Guardia afirmou que medidas para reduzir as alterações constantes nos preços estão sendo discutidas, mas destacou que o governo não tem “flexibilidade fiscal” neste momento. “Estamos no meio de um processo de consolidação fiscal e temos de ser muito cuidadosos em relação à receita”, disse.

Nova política

Desde 3 de julho do ano passado, a Petrobras adota nova política de reajuste dos preços dos combustíveis, com frequência quase diária, devido às oscilações do preço do barril do petróleo no mercado internacional.

Ontem, a empresa anunciou que os preços do diesel e da gasolina voltam a subir nas refinarias a partir de hoje. Segundo informações do site da Petrobras, a gasolina sobe 0,9% e o diesel, 0,97%. Com a alta, o preço da gasolina passa a custar R$ 2,0867, enquanto o do diesel sobe para R$ 2,3716.

Desde o início dessa política, o preço da gasolina comercializada nas refinarias acumula alta de 58,8% e o do diesel, valorização de 59,3%.

Trata-se do 11º aumento no preço da gasolina nos últimos 17 dias. Ao longo deste mês, o produto subiu 16,07% nas refinarias.
No caso do diesel, trata-se do sétimo aumento seguido do produto, que acumula alta de 12,3% desde 1º de maio.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*