Economia, Notícias

Greve chega ao 22º dia, e Fenaban marca nova negociação com bancários para hoje

Greve chega a período mais crítico, com pagamento do INSS. Foto: Eberly Laurindo

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) aten­deu, ontem (26), à solicitação do Comando Nacional dos Bancários e confirmou nova rodada de negociações para hoje (27), às 14h, na Capital.

A paralisação dos bancários entra hoje no 22º dia, su­perando o número de dias parados (21) no ano passado.

Os bancários reivindicam a reposição da inflação acumulada no período da data-base (9,62%) mais aumento real de 5%.

A Fenaban oferece aumento de 7% mais o pagamento de abono de R$ 3.300. Essa proposta foi apresentada no dia 9 – três dias após o início da greve – e foi considerada insuficiente pela categoria, porque não cobre a inflação.

Ontem, 13.420 agências e 33 centros administrativos tiveram as atividades pa­ra­lisadas no país, segundo balanço da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). O número representa 57% dos locais de trabalho.

No ABC, 389 agências ficaram fechadas ontem, com 6.570 bancários em greve, de um total de 6.600 que compõem a categoria na região.

“Esperamos que (os bancos) entendam que não queremos que nossos salários sejam reduzidos e que os empregados precisam ser valorizados”, dis­se o presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten.

Os transtornos mais significativos para a população devem começar agora. Ontem, o INSS iniciou o pagamento dos benefícios de setembro aos segurados que recebem até um salário mínimo. Essa é uma parcela da população que costuma ir à agência com frequência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*