Economia, Notícias

Governo avalia elevar valor de imóvel financiado com FGTS

O governo avalia incluir nas medidas de estímulo ao setor da construção, que devem ser anunciadas em breve, o aumento do valor do imóvel que pode ser financiado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Pela proposta em estudo, o teto poderia chegar a R$ 1,5 milhão. Atualmente, o limite é de R$ 950 mil para quem deseja comprar imóveis em São Paulo, Minas Gerais, Rio e Distrito Federal. Nos demais Estados, o teto é R$ 800 mil.

Objetivo da medida é estimular o setor da construção.Foto: Eberly Laurindo

Se confirmado, o aumento do limite seria apenas temporário, segundo relataram à reportagem integrantes do governo a par das conversas.

O plano foi discutido por representantes da Caixa Econômica Federal, dos ministérios das Cidades e do Planejamento e por executivos da construção e já foi apresentado a integrantes do Ministério da Fazenda.

Ainda não há decisão final da equipe econômica sobre o assunto. O aval da Fazenda é necessário, pois o aumento tem de passar pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

A última elevação ocorreu em novembro do ano passado após três anos de congelamento do limite. Na ocasião, o teto subiu de R$ 750 mil para os atuais R$ 950 mil.

Tempo determinado

Como forma de viabilizar o novo aumento, o grupo de trabalho que debate as medidas de incentivo ao setor sugere que valha apenas durante determinado período.

O novo limite valeria até que os desembolsos do FGTS alcancem R$ 500 milhões.

Nessa conta, só entrariam as retiradas do fundo para imóveis com valor acima dos limites atualmente vigentes. Atingido tal montante, o teto excepcional seria automaticamente extinto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*