Economia, Notícias

Governo adia divulgação de calendário para saques do PIS/Pasep de idosos

Temer fará o anúncio quando retornar ao Brasil. Foto: ABrO anúncio do calendário de saques das cotas do PIS/Pasep para idosos, prevista para ontem (15), foi adiada para depois do retorno do presidente Michel Temer dos EUA, onde deve ficar, ao menos, até quarta-feira.

Na segunda-feira, Temer jantará com o presidente dos EUA, Donald Trump, e, na terça, fará o discurso de abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) – é tradição que presidentes brasileiros abram a sessão de debates.

A partir de outubro, a idade mínima para o saque das cotas do PIS/Pasep passará de 70 anos para 65 (homens) e 62 (mulheres).

Quem se encaixa nos critérios de saque por aposentadoria ou idade deve aguardar a divulgação do cronograma, que se estenderá de outubro deste ano a março de 2018 – pagamentos por invalidez, deficiência física ou morte seguem normalmente.

Segundo o Ministério do Planejamento, o próprio Temer vai anunciar do calendário.

Quatro milhões de pessoas com 70 anos ou mais que já teriam acesso às cotas, porém, vão ter que esperar, pelo menos, até outubro para receber os pagamentos.

Hoje, quem se cadastrou no Fundo PIS/Pasep até 4 de outubro de 1988 e ainda não retirou a cota tem direito ao saque imediato.

Em nota, o Planejamento já havia afirmado que “aqueles com mais idade serão os primeiros na ordem de atendimento” do novo cronograma.

O ministério projeta que a medida provisória vai elevar o volume mensal de saques do fundo em 26 vezes, passando de R$ 104 milhões para R$ 2,6 bilhões. Em número de atendimentos, a previsão é de salto de 56 mil por mês para 1,3 milhão.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*