Esportes, Futebol

Governador freia volta do Campeonato Gaúcho em 19 de julho: ‘Não é prioridade’

Governador freia volta do Campeonato Gaúcho em 19 de julho: 'Não é prioridade'
Leite: “Por mais que tenha portões fechados, provocará aglomerações de amigos”. Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

A possibilidade de retomada do Campeonato Gaúcho em breve foi freada pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB). Nesta segunda-feira (29), durante live, o tucano até elogiou os protocolos preparados pela entidade que rege o futebol gaúcho, mas deixou claro que a volta do futebol nesse momento não é  “prioridade”.

Em reunião recente, representantes da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) apresentaram documento em que previam a volta do Estadual para 19 de julho. Para o governador, porém, a disputa dos jogos, mesmo sem a presença de torcedores nos estádios, vai provocar aglomerações de pessoas para assisti-las pela TV.

“O retorno do futebol neste momento não é prioridade. Por mais que tenha portões fechados, provocará aglomerações de amigos. Precisamos ganhar tempo”, afirmou Leite.

Incluindo Porto Alegre e as cidades do entorno, o Rio Grande tem seis regiões em “bandeira vermelha”, ou seja, com alto risco de contágio do novo coronavírus. Ainda assim, Grêmio e Internacional seguem trabalhando em seus CTs, ainda que apenas com trabalhos físicos.

Na live, Leite explicou que os protocolos da federação serão avaliados nos próximos dias. Só em um cenário em que a retomada do Campeonato Gaúcho seja factível serão liberados os treinamentos com contato físico.

“Estamos analisando dados, informações dos pedidos da FGF e, por enquanto, o que está permitido é preparação física como em uma academia, sem contato. Estamos passando por um momento sensível. Estamos analisando a possibilidade de retorno e, claro, os treinos com contato físico”, disse Leite.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*