Economia, Notícias

GM prorroga afastamento de 780 funcionários em S.Caetano

Cerca de 780 funcionários da General Motors (GM) de São Caetano do Sul ficarão mais quatro meses em lay-off (regime de suspensão do contrato de trabalho). A expectativa era que esse grupo retornasse à montadora nesta semana, após cinco meses de afastamento.

Com a prorrogação, os trabalhadores ficarão em casa até fevereiro de 2017. A medida estava prevista em acordo assinado em abril, mas só foi definida nesta semana, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano.

Após anunciar excedente de 1.500 metalúrgicos em março, a montadora começou a negociar com o sindicato alternativas para evitar demissões. Entre elas, foi aprovado o lay-off de cinco meses, prorrogáveis por mais quatro, uma das exigências do sindicato.

Juntamente com a suspensão temporária dos contratos, o acordo definiu que os trabalhadores ficariam sem reajuste neste ano, recebendo abono de R$ 8 mil. Para 2017, estão garantidos 70% da inflação, mais abono de R$ 3 mil.

Neste momento, sindicato e montadora negociam a segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Juntamente com o abono deste ano, os trabalhadores já receberam a primeira parte, que alcançou R$ 6 mil. A GM não comentou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*