Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Glauco Braido encampa iniciativas da Locomotiva São Paulo e diz que o Legislativo deve ser mais atuante na questão da covid

ereador de São Bernardo encampou projetos da Locomotiva São Paulo, apresentada segunda no ABC. Foto: Reprodução Facebook
Glauco Braido: “acredito que o
Consórcio ABC está inerte. Poderia fazer muito mais e
estamos pagando a conta”. Foto: Reprodução Facebook

Na última segunda-feira (12), os deputados estaduais Arthur do Val (Patriota), Heni Ozi Cuckier (Novo), Ricardo Mellão (Novo), o federal Kim Kataguiri (DEM) e o vereador de São Paulo Rubinho Nunes (Patriota) estiveram no ABC para apresentar o Plano Locomotiva São Paulo.

A iniciativa visa à disseminação de medidas de combate à pandemia da covid-19 em todo o Estado de São Paulo e são baseadas em cinco projetos de autoria de Rubinho Nunes: autorização para abertura de estabelecimentos comerciais por, no mínimo, 10 horas diárias para evitar aglome­rações; o aumento da frota de ônibus; suspensão da cobrança de impostos municipais (IPTU, ISSQN e ITBI) dos prejudicados com o fechamento do comércio; proibição de novas contratações e de novas despesas pelo município durante a pandemia, exceto para áreas da saúde, segurança e assistência social; autorização do uso dos veículos de propriedade e sob posse do Po­der Público Municipal para auxílio na campanha de vacinação contra a covid-19.

O vereador de São Bernardo Glauco Braido (PSD) apoia a iniciativa dos deputados. Braido, inclusive, protocolou na própria segunda-feira o “pacote de projetos” da Locomotiva e mais três, sendo que um prevê autorização do uso dos veículos destinados a transporte escolar para outras finalidades durante a pandemia da covid-19.

Ao Diário Regional, Braido afirmou que hoje as medidas contra a covid estão centra­lizadas nas mãos do Executivo. “Lógico que o Legislativo tem os travamentos da procuradoria, mas poderia fazer mais. Apresentar projetos para me­lhorar ou facilitar o controle da proliferação do vírus e também ter protagonismo na situação. Mesmo que tenha travas, propor projetos já mostra que a Casa não está parada.”

Para o vereador, o Consórcio ABC também precisaria ser mais atuante. Na última semana, inclusive, houve indicação para que São Bernardo deixasse a entidade regional. “Acredito que o Consórcio está inerte. Poderia fazer muito mais e estamos pagando a conta. Acredito que a Locomotiva São Paulo também pode ser um movimento para cobrar mais o Consórcio. Lógico que está tentando comprar vacinas, mas creio que deveria cobrar um pouco mais o Estado, inclusive na questão do Metrô na região. Deveria estar mais à frente do bloco. Alguns dizem, mas não é minha opinião, que o Consórcio é o café dos prefeitos.Conversam, mas não sai nada de concreto”, destacou.

Entre as propostas da Locomotiva São Paulo está a maior fiscalização das ações no controle da pandemia, medida defendida por Braido. “A presença desses parlamentares é muito importante para pressionar os prefeitos e vereadores a se esforçarem mais para mitigar a crise da pandemia. Meu papel quanto vereador é cobrar sim o Consórcio e o município”, destacou.

EMENDAS

Para o vereador, outro ponto que fica aquém do desejado é o envio de emendas para o ABC de parlamentares da região. Segundo Braido, Arthur do Val e Kim Kataguiri enviaram mais emendas do que todos os deputados da região. “Vemos muitos deputados do ABC que mandam poucas emendas para cá. Mandam dinheiro para outras regiões, talvez para apoio. Se dizem daqui e não destinam emendas para cá. Faço essa pontuação para ver se as pessoas acordam e cobram mais os parlamentares do ABC a destinarem recursos para cá visando a investimentos”, destacou.

Integrante do Movimento Brasil Livre (MBL), Glauco Braido disse que entrou na política para tentar mudar o cenário. “Sempre trabalhei, paguei impostos, na minha visão, abusivos, taxas, entre outras coisas e não temos o retorno disso. Vamos ver se de dentro (da máquina pública) consigo mudar algo, porque de fora, gritando, não consegui nada.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*