Economia, Notícias

General Motors anuncia investimento de R$ 1,2 bilhão na fábrica de São Caetano

Zarlenga fez o anúncio a Temer: “confiança no potencial de crescimento do mercado”. Foto: Beto Barata/PRA General Motors vai destinar R$ 1,2 bilhão à unidade de São Caetano, on­de planeja desenvolver e fabricar novos modelos. No total, os investimentos anunciados on­tem (26) pela montadora somam R$ 4,5 bilhões e contemplam ainda as plantas catarinense de Joinville (R$ 1,4 bilhão) e gaúcha de Gravataí (R$ 1,9 bilhão).

O anúncio foi feito pelo presidente da GM no Mercosul, Carlos Zarlenga, ao presidente Michel Temer. O montante é parte do plano de aplicar R$ 13 bilhões nas operações da companhia no país entre 2014 e 2020.
O valor será destinado ao desenvolvimento de produtos, tecnologias e fornecedo­res. Visa ainda preparar a GM Mercosul para ser plataforma global de exportações.

“A GM tem compromisso histórico com o Brasil, onde está presente com a marca Chevrolet há mais de 92 anos. Estamos realizando o maior plano de investimentos da indústria no país, o que reforça nossa confiança no potencial de crescimento do mercado”, disse Zarlenga, em comunicado. “O novo aporte às operações em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul vai permitir ampliar a linha de produtos e oferecer o que há de mais avançado no mercado em tecnologia.”

A meta da montadora é estrear no Brasil, em 2020, uma nova plataforma modular, desenvolvida em conjunto com Estados Unidos e China, que dará origem a seis novos modelos. A estratégia é semelhante à adotada pela Volkswagen, que usará uma mesma base, a MQB, para renovar seu portfólio.

O plano da GM inclui as novas gerações dos compactos Onix/Prisma, dos médios Cobalt/Spin e da picape Montana, além do desenvolvimento de um utilitário esportivo (SUV) compacto.

A renovação deve começar com a dupla Onix/Prisma, produzida em Gravataí – não por acaso, o anúncio de investimentos na fábrica gaúcha foi o primeiro a ser feito, no início deste mês.

Em São Caetano, a empresa produz o sedã Cobalt, a minivan Spin, a Montana e uma versão mais em conta do hatch Onix, atualmente o modelo mais vendido do mercado.

Em fevereiro, GM e Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano fecharam acordo que permitiu novos investimentos na fábrica em troca de redução nos direitos trabalhistas. Entre outras cláusulas, o acordo prevê a substituição, em 2018, da reposição da inflação por um abono sem incorporação no salário e a redução do porcentual do adicional noturno. A unidade possui cerca de 9 mil funcionários.

Volkswagen

Também neste mês, a Volkswagem anunciou aporte de R$ 2,6 bilhões em São Bernardo. O valor será usado na modernização das linhas de montagem, onde começa a ser feito o hatch Polo. No primeiro trimestre de 2018 será iniciada a produção do sedã Virtus. Ambos são baseados na matriz MQB.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*