Brasileirão, Esportes, Futebol

Gabriel é denunciado no STJD por gesto obsceno durante o clássico

Gabriel desculpou-se pelo gesto após o clássico. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansA Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) apresentou ontem (26) denúncia contra o volante Gabriel, que fez gesto obsceno diante da torcida tricolor durante o clássico entre Corinthians e São Paulo no último domingo (24), pelo Campeonato Brasileiro.

O atleta deve ir a julgamento na próxima semana. Caso não seja julgado até sexta-feira, Gabriel estará livre para defender o Corinthians contra o Cruzeiro no fim de semana, em Belo Horizonte (MG).

Gabriel segurou os genitais diante do público adversário. O volante foi enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala sobre “assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva, em relação a componente de sua representação, representação adversária ou de espectador.” Caso seja condenado, a pena varia de um a seis jogos.

Após a partida, o jogador pediu desculpas. “Foi no calor do momento. Não devia ter feito aquilo. Era melhor ter ignorado as coisas que disseram para nós. Se alguém se sentiu ofendido, peço perdão”, afirmou o jogador do Corinthians.

Petros

O Majestoso de domingo ainda repercute muito no Parque São Jorge, sobretudo pelas declarações do ex-corintiano Petros. Depois de o volante são-paulino ter declarado que o time do Morumbi deu uma aula no jogo, que terminou empatado por 1 a 1, Cássio rebateu o ex-colega de clube.

“Petros sempre gostou de falar, aqui falava bastante também, gostava de microfone. É uma figura (risos). Somos amigos. O São Paulo foi superior no primeiro tempo, mas depois fomos superiores. O empate foi justo”, afirmou o arqueiro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*