Uncategorized

G-20: Bolsonaro adota discurso mais ‘light’ do que rascunho da equipe

O tom adotado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) no discurso com líderes dos demais países que formam os Brics nesta sexta-feira (28), na cúpula do G-20, no Japão, foi diferente do que o que chegou a ser ensaiado nos bastidores da delegação brasileira.

Um dos rascunhos da fala do presidente brasileiro, ao qual o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso, continha crítica ao processo de globa­lização, defe­sa do nacionalismo e um pedido aos demais países para que apoiem a transição de go­verno na Ve­nezuela.

No evento, contudo, Bolsonaro optou por uma linha mais moderada. No lugar de referências à globalização, defendeu o sistema multilateral e a reforma da Organização Mundial do Comércio (OMC), em linha com o comunicado do grupo. As críticas foram direcionadas para o protecionismo no comércio.

A ideia do presidente brasileiro é aproveitar a vitrine internacional da cúpula das 20 maiores economias do globo para modular a imagem que tem no exterior. Desde que assumiu a Presidência, Bolsonaro se queixa de como foi retratado em veículos internacionais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*