Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Fran Silva: Bolsonaro vive das crises que provoca porque seus seguidores querem isso

Fran Silva: “é um momento em que a união é a única saída”. Foto: divulgação
Fran Silva: “é um momento em que a união é a única saída”. Foto: divulgação

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) demitir os comandantes das Forças Armadas, o vereador de São Bernardo Fran Silva (PSD) afirmou ao Diário Regional que o governo fede­ral vive das crises que provoca porque seus seguidores querem isso. O parlamentar destacou que a atual crise é meramente palaciana.

“Este governo já nasceu no meio de crises e provocando mais crises. Os militares não embarcarão nessa aventura bolsonarista. O presidente faz jogo para o seu público que diminui, mas ainda é fiel. Somente loucos, em plena pandemia, entrariam em uma aventura antidemocrática. Liberdade de imprensa se combate com mais liberdade de imprensa, e a democracia você também combate com mais democracia. O problema principal agora é olhar para a miséria que aumenta e para o povo que está passando fome”, destacou.

Ao analisar a crise sanitária que o mundo vive, Fran Silva destacou que, enquanto no Brasil vivemos a segunda onda da pandemia de covid-19, há alertas na Europa, que já atravessa uma terceira fase, de que pode a vir enfrentar uma quarta onda de contaminação.

Segundo o vereador, o gover­no federal demorou a tomar decisões e agora, por pressão do Congresso Nacional, depois de mais de um ano, que se formaliza um comitê de combate à covid-19. “Essa falta de dar importância e seriedade ao assunto foi a grande premissa da crise sanitária. Podem discordar, chorar, mas o Brasil teve e tem vacina graças ao Governo de São Paulo. Em São Bernardo, a nossa infraestrutura na saúde se mostra eficaz. O problema é que temos muitas pessoas de outras cidades internadas aqui, normal, pelas regras do SUS”, pontuou.

POLÍTICA ABC

Silva, que está no segundo mandato após ser o mais votado do PSD no ABC e o quinto mais bem votado na cidade, afirmou que apesar das especulações de que o prefeito Orlando Morando (PSDB) pode disputar as eleições de 2022 como vice-go­vernador, o que colocaria Marcelo Lima (PSD) como sucessor natural do Paço, ambos ainda não comentaram nada sobre o assunto e que o tema é discutido na “rádio peão”

“Caso se concretize essa possibilidade será um grande salto de importância para o ABC e, por que não, para o Estado. No comando da cidade se mostra um grande admi­nistrador. Sabe fazer mais com menos. Quanto ao Marcelo Lima assumir o comando do Paço é tranquilidade, porque é o mesmo grupo e os mesmos objetivos.”

Sobre o fato de, dos cinco vereadores mais bem votados na cidade, três serem muito ligados a Marcelo Lima, Silva reafirmou que todos formam um grupo político só, que quer o bem da cidade. “Não há divisão, tanto que o mais votado da cidade e do ABC, o vereador Danilo Lima é do PSDB, sendo primo do Marcelo Lima. Agora ser ligado ao grupo político liderado por Marcelo Lima é muito bom. Na política é isso, você precisa estar inserido em um grupo e fazer parte de um projeto”, pontuou.

Para o vereador, ter sido reeleito com expressiva votação se deve ao empenho no traba­lho em prol da população. “É o reconhecimento da população a esse trabalho. Sai da 28ª posição em 2016 para ser o quinto mais votado em 2020. É um motivo de felicidade, mas proporcionalmente aumenta a nossa res­ponsabilidade. O vereador é a autoridade com a qual a população sempre tem o primeiro contato. Vamos continuar trabalhando com seriedade e buscando auxiliar nosso go­verno sempre. É um momento em que a união é a única saída.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*