Esportes, Futebol, Paulistão

FPF e clubes aguardam aval das autoridades para volta aos treinos na segunda

Por melhor avaliação do protocolo, FPF adia reunião com clubes para quarta-feira
Campeonato Paulista foi suspenso em 16 de março com a vitória do Guarani sobre a Ponte Preta por 3 a 2. Foto: Divulgação/FPF

Reunião com a participação de representantes dos 16 clubes participantes do Paulistão e da Federação Paulista de Futebol (FPF) decidiu o retorno dos treinos presenciais para a próxima segunda-feira (15). Com isso, todas as equipes terão de providenciar testes para covid-19 para atletas, comissão técnica e funcionários até o final de semana.

O governo do Estado recebeu os protocolos enviadas pela FPF e deixou a decisão nas mãos das prefeituras das cidades com participantes no torneio. Uma reunião, inclusive, com o prefeito da Capital, Bruno Covas (PSDB), será realizada nesta quinta-feira (12).

O encontro terá participação ainda do secretário de Esportes da Capital, Maurício Landim; do secretário de Saúde da Capital, Edson Aparecido; dos presidentes da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, e do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), deputado Delegado Olim (Progressistas), além dos presidentes de Corinthians (Andrés Sanchez), Palmeiras (Maurício Galiotte) e São Paulo (Carlos Augusto de Barros e Silva).

Com isso, a entidade e os clubes aguardam posição das prefeituras para iniciar o retorno das atividades nesta segunda-feira. Em caso positivo, a FPF também divulgará as datas das rodadas finais da primeira fase, além das seguintes, até a decisão.

Dos 16 clubes do Paulistão, o Bragantino era o único que tinha o aval da FPF para realizar treinamentos presenciais. O clube terá de interromper as atividades e recomeçar na próxima segunda-feira, assim como os demais.

A medida sai no mesmo dia do pronunciamento do governador João Doria (PSDB), que ampliou a quarentena na Capital até o dia 28 de junho., mas segue as diretrizes do Plano São Paulo,, que autoriza a reabertura gradual de algumas atividades.

Também está prevista para esta quinta-feira reunião com a participação de representantes dos sindicatos das Associações de Futebol de São Paulo, dos Atletas Profissionais de São Paulo, dos Treinadores Profissionais de Futebol do Estado de São Paulo e dos Árbitros de Futebol de São Paulo, além do Ministério Público do Trabalho, do Ministério Público do Estado de São Paulo, do governo do Estado, da FPF e dos 16 clubes. O objetivo é criar mediação pré-judicial para que a retomada gradual aos trabalhos seja segura tanto nos aspectos de saúde como no jurídico.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*