Curiosidades

Foguete da SpaceX leva ao espaço primeiro nanossatélite criado por jovens brasileiros

O pequeno satélite lançado pela empresa de Elon Musk circulará por dois anos até decair e se queimar durante a volta para a Terra. Foto: Reprodução Space X
O pequeno satélite lançado pela empresa de Elon Musk circulará por dois anos até decair e se queimar durante a volta para a Terra. Foto: Reprodução Space X
O Pion-BR1 foi elaborado por quatro jovens brasileiros da Pion Labs, empresa espacial fundada no final de 2019 por um grupo de estudantes.
O primeiro nanossatélite criado por uma startup brasileira foi lançado com sucesso ao espaço através do foguete Falcon 9 da fabricante SpaceX na manhã desta quinta (13).
O Pion-BR1 foi elaborado por quatro jovens brasileiros da Pion Labs, empresa espacial fundada no final de 2019 por um grupo de estudantes.

“A gente falava bastante que nosso sonho era ter algo em órbita ou conseguir colocar algo em órbita, como construir um foguete. Um dos sonhos já está se realizando”, disse João Pedro Vilas Boas, diretor de tecnologia da Pion, à revista Galileu.

De tamanho semelhante ao de um smartphone, o Pion-BR1 é considerado um picossatélite, categoria que engloba os dispositivos de até um quilograma.
“Dentro dela, existem vários tipos. O nosso é o ‘pocketcube’, que são satélites em formato de cubo que cabem dentro do bolso”, explica Vilas Boas.
Com arestas de cerca de 5 centímetros, o pequeno objeto foi lançado a uma órbita de aproximadamente 520 quilômetros de altitude, por onde é projetado para circular por dois anos até decair e se queimar durante a volta para a Terra, segundo a mídia.
Mais importante do que trazer resultados, Vilas Boas explica que principal objetivo do projeto é a realização de testes.
“Mesmo se a gente errar com esse satélite, depois de um tempo aparecemos com outro e depois com outro”, disse o engenheiro garantindo que os materiais do satélite não geram lixo espacial.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*