Diadema, Política-ABC, Sua região

Filippi propõe lei que valoriza carreira de GCM em Diadema

Entrega na Câmara do projeto que visa à valorização da GCM ocorreu nesta quinta-feira. Foto: Igor Andrade/PMD
Entrega na Câmara do projeto que visa à valorização da GCM ocorreu nesta quinta-feira. Foto: Igor Andrade/PMD

O prefeito de Diadema, José de Filippi Junior (PT), protocolou na última quinta-feira (7), na Câmara, projeto de lei que visa à  valorização profissional da Guarda Civil Municipal (GCM), que está há mais de 11 anos sem progressão de carreira.

Um dos objetivos da propositura do Executivo é garantir a progressão automática de carreira para a base da GCM (3ª, 2ª e 1ª Classes). O projeto prevê, também, a realização concurso interno para os cargos de Comando da GCM (Classe Distinta, Supervisor e Inspetor) e a criação da carreira estatutária de Guarda Civil Municipal, que até agora não era prevista.

Atualmente, a GCM de Diadema conta com 290 guardas civis. A previsão, segundo a prefeitura, é contratar mais 100 integrantes, no próximo ano.

“Toda a tropa da Guarda Civil Municipal sofre a falta de progressão vertical de carreira há mais de onze anos. Obviamente, que essa falta de perspectiva profissional prejudica o ânimo do efetivo”, destacou  o secretário de Segurança Cidadã de Diadema, Benedito Mariano.

“Para o prefeito Filippi, que tem como meta de governo melhorar a segurança pública da cidade, a valorização funcional da GCM é parte importante e fundamental desse processo”, complementou.

De acordo com o Projeto de Lei, as novas regras e critérios de progressão vertical devem entrar em vigor em 1º de março de 2022.

A despesa decorrente das adequações funcionais da GCM está em conformidade com a Lei Orçamentária Anual (LOA 2022) e será incluída no Plano Plurianual 2022/2025 e nas demais peças de planejamento orçamentário da Prefeitura.

No texto de apresentação do projeto de lei, o prefeito solicitou urgência à Câmara  e enfatizou que as correções no plano de carreira da GCM obedecem aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*