Economia, Notícias

‘Feira dos Cegonheiros’ em São Bernardo projeta gerar R$ 112 milhões em negócios

Sinaceg prevê que a 19ª edição do evento atraia 30 mil pessoas ao Vera Cruz. Foto: ReproduçãoO Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo, vai abrigar entre os dias 22 e 24 deste mês a 19º edição da Expo de Transportes do ABC, realizada pelo Sindi­cato Nacional dos Cegonheiros (Sinaceg), em parceria com a Conexão Eventos.

A feira apresenta as principais novidades em produ­tos e serviços na área de transporte de veículos, o que inclui caminhões, autopeças, implementos rodoviários, sistemas de rastreamento e financeiras.

Cerca de 30 mil pessoas devem circular entre os mais de 30 expositores nos três dias de evento. A expectativa do Sinaseg é de que a feira gere negócios na casa de R$ 112 milhões, montante 10% acima do movimentado na edição do ano passado (R$ 102 milhões).

Entre as empresas que con­firmaram participação no evento figuram as concessionárias de caminhões Codema (Scania) e De Nigris (Mercedes-Benz), os ban­cos Bradesco e Caixa Econômica Federal e os operadores logísticos Trans­zero, Tegma e Transauto.

“Trata-se de uma feira destinada, principalmente, aos cegonheiros, mas acaba sendo voltada também para os transportadores de forma geral”, afirmou Marcio Galdino, diretor regional do Sinaceg. A exposição demandou inves­timentos de R$ 300 mil.

Apesar da descentralização da produção de veículos no país, o ABC continua bastante relevante para o setor de transporte de veí­culos. Segundo o Sinaceg, São Bernardo abriga cerca de 3,5 mil fretistas e grande número de empresas de logística, atraí­das para as margens da Via Anchieta desde os anos 1950, quando a cidade ganhou o título de “capital do automóvel”.

A categoria sofre com a crise no setor automotivo. Segundo o diretor do sindicato, a demanda por serviços dos cegonheiros caiu, em média, 50% entre 2015 e 2016, acompanhando a queda da produção nas montadoras – que despencou de 3,7 milhões de unidades em 2013 para 2,2 milhões no ano passado.

Porém, Galdino desta­cou que, em agosto, a demanda por fretes foi a melhor dos últimos 20 meses. “O mercado está reagindo lentamente. O problema é a instabilidade política, que po­de atrapalhar”, comentou.

No ano passado, a categoria chegou a cruzar os braços e protestar na Via Anchieta contra o plano – não concretizado – da Volkswagen de alterar o sistema de distribuição dos veículos às concessionárias da marca, o que poderia provocar milhares de demissões no setor.

Serviço – 19º Expo de Transportes do ABC. De 22 a 24 de setembro, das 16h às 22h, no Vera Cruz (Avenida Lucas Nogueira Garcez, 856, São Bernardo). Entrada e estacionamento gratuitos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*