Economia, Notícias

Família&Finanças: Vamos falar sobre educação financeira?

Família&Finanças: Vamos falar sobre educação financeira?
Sérgio Biagioni Junior

Afinal, o que é esta tal de Educação Financeira?

Algo tão falado, mas pouco praticado no Brasil.

Resumidamente, é um processo que busca informar as pessoas sobre conceitos, produtos e funcionamento do mercado financeiro.

Afinal, pessoas mais informadas avaliam melhor os riscos e as oportunidades, fazem melhores escolhas e adotam ações positivas para sua qualidade de vida, consumo e investimento.
Simples, não é?

Ora, se é tão simples, por que, em fevereiro deste ano, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o Brasil tinha mais de 60 milhões de pessoas com o nome “sujo”? Por que quatro em cada dez brasileiros estavam negativados? (fonte: https://www.spcbrasil.org.br/)

Essas são as explicações:

1º – O governo nunca se preocupou em nos ensinar como funciona o mercado financeiro, como economizar ou ainda como gastar. Educação financeira passou a fazer parte da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) somente a partir de 2018 ou seja, os reflexos dessa medida só serão de fato observados daqui a 15 ou 20 anos;

2º – Com o “analfabetismo financeiro” existente no país, os bancos “nadaram e ainda nadam de braçada”. Sabe como? Emprestando dinheiro à taxas absurdamente altas e pagando cada vez menos por nossas aplicações, afinal, nós não conhecemos como funciona o mercado financeiro, lembra-se?

3º – Por nosso consumo emocional e impulsivo, que alimenta desenfreadamente a indústria de empréstimos, parcelamentos, crediários e cartões de crédito.

Assim, por esses e outros motivos, não há o verdadeiro interesse que o quadro se altere, ou seja, quanto menor o grau de conhecimento financeiro das pessoas, melhor será para o negócio bancário.

Portanto, se você, assim como eu, não teve a oportunidade de aprender educação financeira na escola, procure buscá-la o mais rápido possível…

Onde? Lendo artigos e citações de bons economistas, em sites confiáveis sobre economia e gastando menos do que se ganha…

Boa sorte!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*