Economia, Família & finanças

Família&Finanças: Vamos conversar sobre educação financeira?

Família & Finanças
Sérgio Biagioni Junior

Por Sérgio Biagioni Junior

Caro (a) leitor (a), afinal, o que é essa tal de educação financeira, algo tão falado, mas muito pouco praticado no Brasil?

Resumidamente, é um processo que busca informar as pessoas sobre conceitos, produtos e funcionamento do mercado financeiro.

Afinal, pessoas mais informadas avaliam melhor riscos e oportunidades, fazem melhores escolhas e adotam ações positivas em seu consumo e investimento. Simples, não é?

Ora, se é tão simples, por que, em fevereiro deste ano, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o Brasil tinha mais de 60 milhões de pessoas com o nome “sujo”? Por que quatro em cada dez brasileiros estavam negativados?

1º – O governo nunca se preocupou em nos ensinar como funciona o mercado financeiro, como economizar ou ainda como gastar. Educação financeira passou a fazer parte da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) somente em 2018, ou seja, os reflexos dessa decisão só serão de fato observados daqui a 15 ou 20 anos;

2º – Com o “analfabetismo financeiro” instalado no país, os bancos nadaram e ainda nadam de braçada. Sabe como? Emprestando dinheiro a taxas absurdamente altas e pagando cada vez menos em nossas aplicações, afinal, nós não conhecemos como funciona o mercado financeiro, lembra-se?

3º – Devido ao nosso consumo emocional e impulsivo, que alimenta desenfreadamente a indústria de empréstimos, parcelamentos, crediários e cartões de crédito.

Assim, por esses e por outros motivos, não há verdadeiro interesse em que esse quadro se altere, ou seja, quanto menor o grau de conhecimento financeiro das pessoas, melhor será para o negócio bancário.

Portanto, se você, assim como eu, não teve a oportunidade de aprender educação financeira na escola, procure buscá-la o mais rápido possível. Onde? Lendo artigos e citações de bons economistas, em sites confiáveis sobre economia e gastando menos do que se ganha.

Boa sorte.

Tire suas dúvidas em falandofacil123@gmail.com.

 

Sérgio Biagioni Junior trabalhou mais de 25 anos no mercado financeiro. É formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Banking, MBA em Controladoria e Custos e pós-graduado na PUC-RS em Planejamento Financeiro e Finanças Comportamentais. Atualmente é planejador financeiro especializado em profissionais liberais, pessoas físicas e finanças familiares.

Print Friendly, PDF & Email

1 comentário

  1. FRANCISCO CARLOS TADEU STARKE RODRIGUES FRANCISCO STARKE RODRIGUES

    Sérgio, boa tarde.
    Que tal falar sobre finanças comportamentais, sobre como nosso comportamento influencia as nossas decisões de consumo?
    Abraço.
    Parabéns pelo artigo de hoje.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*