Economia, Notícias

Família & Finanças: Você já ouviu falar do senso de escassez?

Família & Finanças
Sérgio Biagioni Junior

Por Sérgio Biagioni Junior

 

Melhor que explicar teoricamente, vou descrever uma situação prática e muito comum em nosso dia a dia.

Vamos imaginar que você está procurando uma TV para comprar, ou um quarto de hotel para se hospedar em uma viagem com sua família ou mesmo uma simples garrafa de vinho.

Após navegar por diversos sites, você se depara com uma oferta daquilo que procura e, em algum canto da tela, aparece um reloginho, em contagem regressiva e com a seguinte mensagem: “Aproveite agora, restam apenas dois minutos e 30 segundos para esta super oferta encerrar”, ou ainda, “Restam apenas duas unidades. Você vai ficar de fora desta super promoção?”

Neste momento, movido pelo senso de escassez, ou seja, pelo “medo” de perder aquela “super” e exclusiva oportunidade, você não pensa em pesquisar mais nada. Saca seu cartão de crédito, finaliza rapidamente sua compra e, super satisfeito e certo de ter feito um baita “negocião”, diz, aliviado: “Ufa, consegui. Deu tempo!”

Após está rápida explicação prática, você, meu amigo, minha amiga, deve estar pensando ou mesmo recordando que já fez isso.

Pois é, fez sim…

Tecnicamente, o senso de escassez é uma ferramenta e estratégia muito utilizada pelas empresas de e-commerce, visando estimular o desejo impulsivo de compra no público.

Transmite-se a sensação e a ideia de que há pouco daquele produto e que, se o cliente não se apressar para efetivar a compra, vai ficar de fora, vai ficar sem o desejado produto.

Resumindo: a estratégia do senso de escassez tem a intenção de que você compre, motivado pelo pouco tempo em que a “oferta” estará disponível, não permitindo que haja tempo para realizar cotações em outros fornecedores.

Não posso dizer que se trata de forma errada de as empresas venderem, afinal, compra quem quer. Porém, você precisa estar atento e consciente de que “não há almoço de graça”, ou seja, ninguém dá nada para ninguém.

Evidentemente, boas ofertas existem. Porém, para identifica-las é preciso, antes de mais nada, conhecer o preço daquilo que se procura quando o produto está fora de oferta ou promoção. Isso pode ser feito por meio de pesquisa aos sites das principais lojas que o comercializam.

Lembre-se de que as empresas sempre promovem ofertas e liquidações. Assim, se não der para comprar desta vez, tenha certeza de que novas promoções surgirão e você vai realizar seu sonho.

Portanto, tenha calma e não se deixe seduzir pelo senso de escassez.

Boa sorte!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*