Histórias da gente

Fábio Santana: “Sinto que tenho de retribuir o que esta cidade fez por mim desde que cheguei, há 20 anos”

A mente de Santana não para nunca e, segundo sua esposa, nunca se sabe quando terá uma grande ideia novamente. Foto: Arquivo pessoal
A mente de Santana não para nunca e, segundo sua esposa, nunca se sabe quando terá uma grande ideia novamente. Foto: Arquivo pessoal

Persistente, determinado e objetivo. Uma mente que não para e com um coração enorme – fato que ele vai negar. Esse é o diademense Fábio Santana, idealizador da plataforma para divulgação de produtos e serviços Bemyhelp.

Santana é natural de Mogi das Cruzes, mas desde 2001 se tornou cidadão e empresário em Diadema. Sua esposa e sócia em todos os projetos, Thamyres Moura, define o empresário como um homem-menino, que desde cedo teve de assumir muitas responsabilidades, mas nunca “deixou a peteca cair”.

“É bem complicado ser casada com ele (risos). Porém, satis­fatório. O Fábio tem uma mente muito acelerada, não para nem na hora de dormir, mas adoro tocar nossos projetos e fazer parte dessa história linda que ele está escrevendo”, afirma.

Instintivo, batalhador, comunicativo e dono de um sorriso lindo – segundo Thamyres-, as ideias “brotam” a todo instante para Santana.

Foi em um desses repentes que surgiu a nova vocação do Bemyhelp – antes focado na área da saúde – para o setor de serviços e entregas. Segundo Santana, muitas lojas fecharam às portas na pandemia de covid e era necessário fazer algo que realmente pudesse ajudar aqueles que estavam sobrevivendo à pior fase da crise. “Sinto que tenho de retribuir o que esta cidade fez por mim desde que cheguei há 20 anos e uma das formas foi desenvolver algo que pudesse trazer mais tranquilidade ao comerciante e à população”, afirma.

Thamyres Moura. Foto: Arquivo pessoal
Thamyres Moura. Foto: Arquivo pessoal

Thamyres destaca que muitos estabelecimentos ficaram reféns de grandes plataformas de vendas durante a pandemia, com taxas são muito altas. A intenção de Santana foi quebrar esse preceito de taxas abusivas, com taxas baixas, em uma plataforma em que o comerciante pode vender seu produto com a menor taxa do mercado e o cliente pode pagar mais barato que nos grandes apps.

Outro projeto recente de Santana nasceu enquanto estava assistindo a um programa de TV, em que Marina Ganzarolli, idealizadora do Me Too Brasil, apareceu falando sobre violência doméstica.

“O Fabio se sensibilizou com aquela matéria e, num passe de mágica, mais uma grande ideia veio à tona na cabeça dele. Entrou em contato com a Marina pela rede social e começou ali uma parceria que nos trouxe a oportunidade de desenvolver uma nova plataforma para o Me Too Brasil”, conta Thamyres.

FUTURO

A mente de Santana não para nunca e, segundo sua esposa, nunca se sabe quando terá uma grande ideia novamente. “Ele sempre tem ideias; sempre está planejando algo…”
Quando completar 50 anos, Santana diz que vai descansar, se aposentar, mas quer cozinhar “para as pessoas”, uma de suas paixões. “Como tudo que ele faz, faz de alma inteira, e confesso que arrasa na cozinha”, afirma Thamyres.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*