Minha Cidade, Sua região

Estupros e roubos de carga aumentam em novembro

Magino: “precisamos ter uma campanha para conscientizar a vítima do estupro a notificar”. Foto: Arquivo

O número de estupros no estado de São Paulo aumentou 11,19% em novembro, com 92 casos a mais do que em novembro do ano passado. Na comparação anual, de janeiro a novembro o aumento foi 6,44%. Os dados mostram ainda que houve aumento também nos roubos de cargas de 28,46% em novembro e 14,99% no ano. Os dados são do balanço mensal divulgado ontem (23) pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Para tentar coibir os estupros, além de estimular a denúncia, a secretaria lançará, no início do ano que vem, protocolo de atendimento para a vítima de crimes sexuais ou de violência doméstica, com padrão único para atendimento.

“Precisamos ter uma campanha para conscientizar a vítima do estupro a notificar. Sentimos que o número de notificações tem aumentado quando o crime é feito por alguém que não conhece a vítima”, disse o secretário de Segurança Pública do Estado, Mágino Alves Barbosa Filho.

Segundo o secretário, nesses casos, que correspondem a 18% dos crimes, é possível mapear a ação do criminoso e montar uma operação para prender o autor, entretanto 82% dos estupros são cometidos por pessoas conhecidas da vítima, como vizinhos, familiares, namorado ou marido.

Roubos

Os dados mostram ainda que houve aumento também nos roubos de cargas de 28,46% em novembro e 14,99% no ano. Os roubos a bancos aumentaram em três casos em novembro, chegando a 14 e registrando um aumento de 27,27%. No ano houve queda de 17,45%. As extorsões mediante sequestro caíram de três para duas em novembro e ficaram estáveis em 28 no ano.

“Nós vamos estabelecer outras estratégias para o combate aos roubos de cargas. Esse crime aumentou, mas o roubo de carga típico (carga de celulares, eletrodomésticos) teve queda. Esse está caindo. Os grandes roubos de cargas não estão ocorrendo e sim o de pequenas cargas. Talvez o conceito de carga também tenha que ser alterado. Tecnicamente se um entregador de pizza for assaltado, isso é roubo de carga, isso também é crime”, explicou.

Os roubos em geral no estado diminuíram 0,07%, ao passar de 27.701 em novembro de 2015 para 27.052 em novembro de 2016. Já de janeiro a novembro foi registrada elevação de 5,58%, com 297.587 registros este ano. Os roubos de veículos também tiveram queda (5,25%) ao passar de 7.126 em novembro do ano passado para 6.752 neste ano. No acumulado dos 11 meses, o recuo foi 0,08% (de 70.689 para 70.631).

Os furtos de veículos caíram 4,96%, com os números passando de 9.576 para 9.101 em novembro ante novembro do ano passado, com 475 ocorrências a menos. No acumulado do ano houve alta de 0,36%. Os furtos em geral aumentaram 4,29% em novembro e 3,81% no acumulado do ano.

Homicídios

O número de casos de homicídios caiu 13,29% ao passar de 301 em novembro de 2015 para 261 no mesmo mês de 206 e 6,76% no acumulado do ano, ao passar de 3.416 (2015) para 3.185 (2016), 231 a menos. Já o número de vítimas de homicídio recuou 10,13% no mês, passando de 316 (2015) para 284 (2016). Nos 11 meses do ano, o número de mortos caiu 8,13%. De janeiro a novembro de 2015 foram 3.605 mortos e nesse mesmo período este ano foram 3.312.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*