Mauá, Minha Cidade, Sua região

Estudantes iniciam curso de Medicina na Uninove de Mauá

Atila: “Agora, um filho de Mauá poderá colocar o anel de doutor”. Foto: Caio Arruda/PMMLançado oficialmente em cerimônia na sexta-feira (1º), o curso de Medicina da Uninove em Mauá já teve as primeiras atividades pedagógicas nesta segunda-feira (4). A primeira turma é formada por 50 alunos, que têm aulas no novo campus (rua Alvares Machado, 48, Vila Bocaina). Destes, dois estudantes de baixa renda foram contemplados pela prefeitura com bolsas de estudo integrais.

A chegada do curso já neste semestre faz parte de esforços feitos pelo prefeito Atila Jacomussi (PSB), que articulou para que o campus pudesse ser aberto ainda este ano. A expectativa inicial era de que os cursos fossem oferecidos apenas a partir de 2018. Entre os pedidos feitos especialmente pelo prefeito estão o de que a universidade fosse instalada em uma área central e o de que os funcionários contratados fossem, em sua maioria, moradores da cidade.

Atila Jacomussi classificou a chegada da Faculdade de Medicina como um fato histórico. “O filho de Mauá vai poder colocar o anel de doutor no dedo. Não é qualquer anel. É o anel de médico. Estou orgulhoso e emocionado por este sonho que se torna realidade”, disse.

Os bolsistas Felipe, 20 anos, morador do Jardim Zaíra, e Lindolfo, 27, morador do Parque das Américas, também compareceram ao ato de sexta-feira. A oportunidade dos jovens em cursar Medicina de graça foi ressaltada por Atila. “Isso é transformar vidas. É olhar para frente. Dar mais oportunidade, e ter a certeza de estarmos vivendo, de fato, um Novo Tempo.”

Pela parceria entre a prefeitura e a Uninove, fechada por meio do Programa Mais Médicos, os alunos terão acesso à rede pública de Saúde do município para estágio já a partir do primeiro semestre de curso.

O edital determina ainda que a instituição de ensino superior repasse de 6% do valor arrecadado com as mensalidades dos alunos à prefeitura. O montante será utilizado para manutenção e zeladoria de equipamentos da Saúde, entre os hospitais, UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).

Os alunos passarão por estágio supervisionado oferecendo serviços a diferentes equipamentos municipais de saúde, de acordo com o semestre cursado. O Nardini será usado como Hospital Escola, oferecendo mais opções de especialidades e auxiliando assim a melhorar atendimentos e zerar filas de espera que existam atualmente na cidade. As unidades de saúde da cidade e o Programa Saúde da Família também serão atendidos pela parceria.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*