Mauá, Política-ABC, Sua região

Embate entre Atila e Donisete marca debate

Clóvis Volpi, Márcio Chaves, Atila Jacomussi e Donisete Braga participaram de debate realizado pela TV+. Foto: Eberly Laurindo

O debate promovido pela TV+ com os candidatos ao Paço de Mauá, na noite de ontem (13), foi marcado pelo embate entre o atual prefeito Donisete Braga (PT), e o deputado estadual licenciado Atila Jacomussi (PSB). Também participaram Clóvis Volpi (PSDB) e Márcio Chaves (PSD). Logo no primeiro bloco, o petista e o socialista se alfinetaram: Atila questionando as ações na saúde do município e Donisete rebatendo que o deputado faltava com a verdade.

O petista também citou o processo que investiga supostas ligações irregulares de água feitas pela empresa Saneamento Básico de Mauá (Sama), quando o deputado era superintendente. Atila ganhou, inclusive, direito de resposta, ao final do primeiro bloco, e lamentou que estivessem sendo feitos “ataques pessoais”.

Em outra rodada de perguntas, o socialista questionou Donisete sobre suposta compra superfaturada de merenda e o petista respondeu dizendo que a máfia da merenda estava investigando o presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB), e citou novamente a questão das ligações clandestinas.

Volpi e Chaves, por conta do sorteio, fizeram algumas vezes perguntas entre si, e abordaram questões como educação e transporte coletivo. O candidato do PSD se comprometeu, diversas vezes, a aumentar o número de vagas na educação infantil e básica, cortando cargos comissionados e revendo alugueis da prefeitura, como forma de aumentar o capital para investimento, e também fazendo convênios com o governo do Estado para utilizar as escolas da rede estadual, além de prometer a construção de cinco CEUs (Centros Educacionais Unificados).

Os problemas financeiros da prefeitura foram lembrados, especialmente por Donisete Braga, que muitas vezes questionou com que recurso os candidatos realizariam as propostas. Quando questionado por Marcio Chaves como andavam as finanças do município, o petista apenas destacou a negociação da dívida do município com a União, feita em 2015.

Clóvis Volpi não apresentou nenhum projeto e disse que fará um governo de família, fazendo as coisas que já existem funcionar, aumentando as vagas nas creches, melhorando o atendimento na saúde e a oferta de medicamentos, mas sem detalhar que medidas serão tomadas para atingir esses objetivos.

Atila foi o candidato que apresentou mais propostas, como colocação de bases móveis da Guarda Civil Municipal nas entradas e saídas do rodoanel, construção de novo terminal de ônibus no centro da cidade; deslocamento de uma base do Corpo de Bombeiros para o Jardim Zaíra e criação de convênios com o governo do Estado para programas de qualificação profissional e combate ao uso de drogas.

Donisete Braga defendeu o legado de seu governo, citando o uniforme escolar entregue na rede municipal, os projetos para recuperação da área do Zaíra que já foram aprovados pelo governo federal, a licitação do serviço de transporte público e a entrega de unidades habitacionais, entre outros.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*