Minha Cidade, Santo André, Sua região

Em um mês, ‘Operação Sono Tranquilo’ realiza 841 autuações em S.André

Áreas com mais queixas têm atuação integrada da Guarda Municipal, polícias Militar e Civil. Foto: Júlio BastosEm um mês, a Prefeitura de Santo André lavrou 841 autuações durante a Operação Sono Tranquilo, sendo 637 infrações diversas e 204 por som alto, além de seis veículos guinchados ao pátio municipal. Por meio do Comitê Integrado de Segurança (CIS), criado em janeiro, a municipalidade retomou a fiscalização e passou a atuar de maneira contundente no combate ao som alto e demais delitos que perturbam o sossego da população.

A operação descentralizou sua atuação. O poder público analisou denúncias de locais apontados como focos de perturbação, recebidas em diversos canais de atendimento aos munícipes. Os pontos levantados têm atuação integrada com a Guarda Civil Municipal, Polícias Militar e Civil, além de vários departamentos fiscalizadores. O CIS realiza diagnóstico de queixas relacionadas ao barulho e perturbação do sossego e também averigua irregularidades, seja por conta de estacionamento em local proibido, comércio irregular ou falta de alvará de funcionamento.

“Retomamos a nossa atribuição fiscalizatória e atuaremos fortemente nos locais apontados pela população. Na insistência dos problemas, serão adotadas providências administrativas e penais”, destacou o secretário de Segurança Urbana e Comunitária, Edson Sardano.

Para o prefeito Paulo Serra (PSDB), as ações prosseguem garantindo a tranquilidade da população. “Não podemos mais compactuar com atitudes de perturbação e que tiram o sono dos andreenses. Estamos atacando o problema em várias frentes, de maneira integrada, com a nossa Guarda Civil Municipal, Trânsito, Craisa e Controle Urbano”, pontuou.

Comitê Integrado

O Comitê Integrado de Segurança (CIS), firmado em janeiro pela nova gestão, se reúne quinzenalmente com as polícias para avaliar as estatísticas criminais de cada região da cidade. A força-tarefa trabalha no mapeamento da criminalidade no município, possibilitando melhor estratégia de patrulhamento por rondas nas regiões com maior registro de queixas. Além disso, outros aspectos que colaboram com a segurança dos bairros serão revistos em conjunto, como a iluminação pública e serviços de manutenção e zeladoria.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*