Diadema, Minha Cidade, Sua região

Em três meses, Diadema cria orquestra de alunos da Nova Casa da Música com 200 integrantes

Diadema cria a Orquestra de Alunos da Nova Casa da Música
Jovita Alves Barreto de Oliveira e sua filha, Priscila Hellen, integram a orquestra: ”É muito bom tocar na orquestra”. Foto: Mauro Pedroso/PMD

Depois de reforma geral no prédio, no primeiro semestre deste ano, trazendo para a escola novas dependências, equipamentos e reorganização da grade de cursos, a Nova Casa da Música de Diadema, em três meses, criou uma orquestra de alunos formada por 200 integrantes. O grupo realiza apresentações e também permite aos estudantes da instituição, mantida pelo município, colocar em prática o que aprendem em aula.

Na Orquestra de Alunos da Nova Casa da Música convivem pessoas com idades entre 9 e 75 anos. Composta por quatro naipes é assim constituída: 26 participantes são do grupo de Sopros, 28 da Sessão Rítmica, 56 das Cordas e os outros 90 componentes formam o naipe de Vozes, também chamado de Coro da Orquestra.

O secretário de Cultura, Eduardo Minas, ressalta a importância do novo grupo musical para o município. “A Orquestra de Alunos da Nova Casa da Música é resultado do processo de aprofundamento que acontece dentro do trabalho de formação e inclusão musical da escola, contando com a participação de professores, estudantes e funcionários. É a primeira orquestra da história de nossa cidade. Ela é mais um presente para Diadema”, disse.

Regida pelo maestro Alailton Assumpção a orquestra fez sua estreia em agosto último, na primeira edição da Maratona Cultural, realizada pela Prefeitura. Na apresentação, no Shopping Praça da Moça, um público de mais de 2.000 pessoas prestigiou a nova sinfônica que executou músicas de Vivaldi, Beethoven e Verdi e de consagrados compositores brasileiros e norte-americanos.

Saxofonista, graduado em música pela Fundação das Artes, Faculdade Mozarteum e UNESP, o maestro Alailton Assumpção explica o lado pedagógico do grupo de Diadema. “Essa orquestra é uma forma de prática musical onde estão representados todos os cursos da Nova Casa da Música. Nas salas de aulas, os alunos recebem as informações técnicas e, no grupo, eles aprendem a tocar em conjunto”, afirmou.

Com ensaios aos sábados, Alailton revela que a orquestra de alunos formará repertório do clássico ao popular. “Vamos montar consertos temáticos e o público poderá assistir a apresentações com músicas de temas de filmes e de clássicos internacionais”, destacou.

TALENTOS DE TODAS AS IDADES

Entre os participantes da orquestra de alunos destaca-se a moradora de Diadema Maria Messias, que tem mais idade no grupo, 75 anos, e integra o coro da sinfônica. “Desde pequena, eu gosto de música. Faço curso de Canto Coral na escola Casa da Música com a professora Débora Pinhata e fui uma das fundadoras do Coral Encanto, do Centro de Convivência Municipal do Idoso de Diadema”, revela .
Sobre a sua participação na orquestra, ela fala com empolgação. “É uma iniciativa que ajuda a divulgar o nome e os talentos de nossa cidade e estar nela é uma alegria. Quando canto, eu me esqueço de tudo. Só penso na música”, revela.

Outro trio que ajuda a formar a sinfônica municipal de Diadema é Jovita Alves Barreto de Oliveira, sua filha Priscila Hellen Correia de Oliveira e o filho Paulo Moises Júnior. Priscila tem 9 anos é a mais nova integrante da orquestra de alunos. Mãe e filha fazem o curso de Violino na Casa da Música e Paulo frequenta o curso de Bateria.

Priscila afirmou que ficou feliz ao ser escolhida para entrar no grupo. ”É muito bom tocar na orquestra. Eu participo do coral da minha igreja, estudei canto em uma escola particular e agora quero cada vez mais me aprofundar em música”, diz. Ao lado da filha, Jovita também dá a sua opinião: “Eu não sabia que Diadema ia formar uma orquestra. Agora que estou nela, fico muito contente e, também, de estar tocando juntos com meus filhos”, ressaltou.

Fazer a Orquestra de Alunos da Nova Casa da Música funcionar, além do maestro Alailton, é tarefa de mais dois integrantes da escola livre de música. Dney Bitencourt, que cuida da coordenação técnica, e Francisco Glauter, que responde pela coordenação administrativa.

A Nova Casa da Música de Diadema está localizada na Avenida Alda, 255, região central da cidade, e atualmente oferece cursos em 22 diferentes modalidades. As formações são gratuitas e têm duração média de 5 anos.

Para estudar na Casa da Música não há processo seletivo. Os interessados participam de módulo preparatório, de seis meses, e quem for aprovado continua os estudos. Outra forma de entrar na instituição é participar das oficinas de música que a prefeitura oferece nos centros culturais, onde o aluno recebe iniciação musical antes de entrar para a escola.

As mudanças trouxeram aspectos positivos na parte física da casa e também de aprendizado em música e, com isso, a frequência da escola saltou de 350 alunos, em 2016, para 1.200 estudantes em 2018.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*