Economia, Notícias

Em São Bernardo, Alckmin anuncia medidas para fomentar setor automotivo

vice-presidente participou nesta segunda-feira (15/5) do Fórum Paulista de Desenvolvimento 2023. Foto: Divulgação/PMSBC
Vice-presidente participou nesta segunda-feira (15/5) do Fórum Paulista de Desenvolvimento 2023. Foto: Divulgação/PMSBC

Geraldo Alckmin, vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, anunciou nesta segunda-feira, 15, que o governo está preparando  conjunto de medidas voltadas à indústria para apresentá-lo no próximo dia 25,  Dia da Indústria. “Se preparem, dia 25 vamos ter boas notícias para a indústria”, prometeu Alckmin, durante Fórum Paulista de Desenvolvimento, realizado em São Bernardo .

Além do prefeito do município, Orlando Morando, participaram da abertura do fórum representantes da Volkswagen, Mercedes-Benz e Scania, montadoras instaladas em São Bernardo.

A expectativa é que o pacote inclua medidas de resgate do carro popular e de apoio à indústria de caminhões num esforço para aquecer o mercado de veículos.

Em seu discurso, que deu foco à agenda de competitividade do governo, Alckmin não avançou nas ações a serem lançadas. Limitou-se a dizer que estão sendo estudados vários projetos “mais focados”.

Apesar das medidas específicas às indústrias, Alckmin considerou ser mais importante evoluir nas medidas macroestruturais, como a reforma tributária e o novo marco fiscal, de modo a enfrentar a elevada carga de impostos carregada pela indústria e o alto custo de capital.

“Precisamos agir nas causas do baixo crescimento”, disse o vice-presidente, que deixou o local às pressas, sem dar entrevista à imprensa, para participar da reunião de ministros com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcada para as 10h30 no Palácio do Planalto.

“Foi um encontro para buscar devolver o protagonismo e aquecer a venda de veículos, considerando que essa é a fora motriz da nossa região. A indústria automotiva ainda é a maior empregadora de São Bernardo. Também pleiteamos subsídios em juros voltados especialmente a financiamentos de veículos pesados, cuja indústria teve uma queda de 40% em comparação com o ano passado”, destacou  Orlando Morando.

Outra demanda apresentada pelas empresas foi a volta do Finame para disponibilização de linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), voltada à compra de veículos pesados. “Com o Euro VI, os veículos ficaram em média 20% mais caros, o que dificulta a renovação de frota. Outro tema é garantir que todo benefício considerado no próximo dia 25 atinja pessoas jurídicas. Um dos maiores compradores de veículos no Brasil hoje são as locadoras, não adianta criar veículo popular e reduzir tributos apenas para pessoas físicas”, completou Morando.

Em seu discurso, Alckmin também falou sobre a reforma tributária em discussão no Congresso e defendeu o fortalecimento do comércio exterior em âmbito regional. “O Canadá, México e EUA têm 50% do comércio entre eles. A União Europeia, 60%, Ásia, 70%. Na América Latina é 26%. Nós temos que começar pelos vizinhos”, disse o vice.

A cerimônia de abertura também contou com presença do deputado federal, Marcelo Lima, da deputada estadual, Carla Morando, além do Presidente do Fórum das Américas e Presidente de Honra do Global Council of Sustainability and Marketing (GCSM), Mario Garnero, do presidente do GCSM, Agostinho Turbian, e dos prefeitos de Diadema, José de Filippi Júnior, de Ribeirão Pires, Guto Volpi, e de Mairiporã, Walid Hamid, mais conhecido como Aladim.

FOPA – Criado em 2019, o Fórum Paulista de Desenvolvimento está em sua 5ª edição e tem como objetivo discutir temas relacionados ao crescimento e desenvolvimento econômico do Estado de São Paulo. Neste ano, a programação contou com painéis online que trataram de temas como “ESG e Meio Ambiente”, “Setor de Serviços no Crescimento Econômico”, “Inclusão”, “Justiça e Segurança Pública”, “Cuidados com a população”, “Municipalismo” e “Educação e Pesquisa”.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*