Esportes, Futebol

Em jogo com uso do VAR, Atlético de Madrid bate Juventus

Em jogo com uso do VAR, Atlético de Madrid bate Juventus
Zagueiro Giménez comemora gol do Atlético de Madrid. Foto: Reprodução/Atlético de Madrid

O Atlético de Madrid levou a melhor ontem (20) sobre a Juventus e o VAR, o assistente de árbitro de vídeo, com a vitória por 2 a 0 na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Assim, abriu uma boa vantagem para o confronto da volta, marcado para 12 de março, no Allianz Stadium, em Turim.

No duelo entre Griezmann e Cristiano Ronaldo, o árbitro de vídeo – novidade na Liga a partir das oitavas de final – foi acionado três vezes pelo alemão Felix Zwayer.

No primeiro tempo, um pênalti para o Atlético de Madrid foi marcado, mas a revisão da jogada mostrou que o atacante Diego Costa foi derrubado fora da área. Na segunda etapa, Morata fez gol de cabeça, aos 25 minutos, só que novamente o time espanhol “perdeu” para o VAR, que flagrou empurrão do atacante em Chiellini na conclusão para as redes.

Na terceira interferência do VAR, desta vez sem a consulta do árbitro ao monitor, o gol valeu. Aos 32 minutos, depois da cobrança de escanteio pela esquerda, a bola ficou viva na área da Juventus e o zagueiro Giménez chutou de direita para abrir o placar. Os jogadores da Juventus reclamaram de toque do uruguaio no rosto de Bonucci, mas nada foi marcado.

A Juventus nada conse­guia fazer para conter o ímpeto espanhol, que ampliou a vantagem cinco minutos depois. Em mais uma bola alçada na área, a defesa italiana afastou mal e o outro zagueiro uruguaio do Atlético de Madri, Diego Godín, chutou desequilibrado e contou com leve desvio de Cristiano Ronaldo para tirar o goleiro Szczesny da jogada e sair para a comemoração.

VIRADA

O Manchester City buscou improvável virada sobre o Schalke 04 ontem para encaminhar a vaga as quartas de final da Liga dos Campeões. Em Gelsenkirchen, a equipe perdia por 2 a 1 e tinha desvantagem numérica a menos de dez minutos para o final, mas contou com a qualidade de Sané e Sterling para arrancar o triunfo por 3 a 2 e colocar um pé na próxima fase.

O City pode até perder por 2 a 1 ou 1 a 0 na volta, em casa, dia 12 de março, que estará nas quartas da Liga dos Campeões pela terceira vez nos últimos quatro anos.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*