Editorias, Mundo, Notícias

Edward Snowden pede perdão de Obama por vazar documentos

A três dias da estreia nos EUA do filme “Snowden”, do diretor Oliver Stone, o próprio Edward Snowden, 33, ex-colaborador da NSA (Agência de Segurança Nacional), que revelou, em 2013, o amplo esquema de espionagem do governo americano, pediu ao presidente Barack Obama que lhe conceda o perdão.

Snowden está asilado na Rússia há três anos, após ter vazado milhares de documentos que trouxeram à tona o sistema de vigilância mundial americano. Nos EUA, que querem sua extradição, ele foi acusado de furto de propriedade do governo e de revelar informações secretas de defesa nacional e de inteligência.

Em entrevista ao jornal britânico “The Guardian”, ontem (13), por videoconferência, disse que o vazamento não só foi moralmente correto como também foi para o bem dos cidadãos. “Se não fosse por esta divulgação, estaríamos em uma situação pior”, declarou. “Sim, há leis que dizem uma coisa, mas para isso existe o poder do perdão, para coisas que parecem ilegais no papel, mas que, quando examinadas do ponto de vista moral, da ética, parece que eram necessárias.”

A ideia de Snowden é que o presidente o conceda o perdão antes de deixar o posto, em janeiro. Snowden, cuja permissão de residência na Rússia vence no próximo ano, disse que está preparado para passar um tempo preso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*